Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#1309 - Festival Ollinkan Portugal 2010

por Carlos Pereira \foleirices, em 10.06.10

OLLIN KAN, o lugar do movimento, volta novamente a Portugal, à cidade de Vila do Conde, nos dia 10, 11 e 12 de Junho de 2010.

O Festival Internacional das Culturas em Resistência Ollin Kan é uma aproximação a um outro olhar, aquele que resistiu e defendeu as suas heranças e alternativas culturais, sendo um dos festivais mais importantes do mundo.

O Festival Ollin Kan é assim um encontro vigoroso entre os povos que nos brindam com músicas e danças provenientes de todos os continentes.

Sonoridades provenientes do mundo/espaço árabe, flamenco, do fado, da música celta, do reggae, da rumba, da salsa, dos sons jarochos, do Caribe, da música mandinga, do samba, da bossa nova, do tango, da música dos Balcãs e todas as expressões de raiz na sua forma mais pura e nas suas múltiplas fusões com o mundo moderno.

Organizado pela Câmara Municipal de Vila do Conde e pela produtora independente Bartilotti Produções, o Festival Ollin Kan, abre a sua primeira sede alternativa em território europeu.

Foi o início da internacionalização de um festival que se tornou itinerante, levando consigo a mensagem do mundo alternativo a diversas cidades e países do Planeta; Mali, Colômbia, Portugal e México.

O Festival Ollin Kan Portugal terá lugar em Vila do Conde de 10 de Junho a 12 de Junho de 2010.

Os concertos realizam-se no Centro Histórico, no Cais da Alfândega, junto à Nau Quinhentista, com 2 palcos que funcionarão alternadamente das 22h00 às 02h00.

EM TODOS OS LOCAIS OS CONCERTOS TÊM ENTRADA LIVRE.


Ver programação aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:29


Encontro de Poetas em Vila do Conde

por Carlos Pereira \foleirices, em 28.05.09

 

Ana Luísa Amaral, Carlos Quiroga e Luandino Vieira são convidados de destaque do 5.º Encontro de Poesia, que, hoje, arranca em Vila do Conde. Do programa constam debates, idas de escritores às escolas e distribuição de poemas.

 

A ideia na elaboração do programa, explicou a directora da Biblioteca Municipal, Marta Miranda, foi "ir ao encontro dos mais diversos públicos".

Assim, já hoje, o Encontro arranca com a ida do poeta José Rui Teixeira às duas escolas secundárias do concelho: "Vai falar da sua experiência e dar também um pequeno curso de escrita criativa aos alunos", explicou ainda Marta Miranda. À noite, a partir das 21.30 horas, o debate "Todo o escritor é um poeta?" reunirá, na Biblioteca, à mesma mesa o angolano Luandino Vieira, o vila-condense valter hugo mãe, o galego Carlos Quiroga e a poeta e tradutora de Aveiro, Rosa Alice Branco.

Na sexta-feira, é a vez da jovem poetisa Cataria Costas e Jorge Melícias visitarem as escolas. Ainda de manhã, haverá uma distribuição de poemas na Feira Semanal.

Às 21 horas, o programa segue, na Biblioteca, com os poetas João Rios, Pedro Gil Pedro e Jorge Melícias, para a mesa "Eu poeta, me apresento".

Uma hora e meia mais tarde "O corvo", de Edgar Allan Poe, será encenado por Marcelo Lafontana, numa homenagem ao poeta cujos 200 anos do nascimento este ano se assinalam.

No sábado de manhã, haverá uma visita guiada, aberta a todos os interessados, com início às 10.30 horas, no Mosteiro de Santa Clara. Afonso Sanches, José Régio, Guerra Junqueiro, Antero de Quental, Eça de Queirós e Camilo Castelo Branco são apenas alguns dos escritores que nasceram ou viveram em Vila do Conde. Rotas d'Escritas é assim uma viagem pelos lugares que os inspiraram.

Às 15.30 horas, Ana Luís Amaral estará no Centro Ciência Viva para "Chá, ciência e poesia em terras de maresia". Às 21.30, o Encontro termina com um recital de poesia no Centro de Memória, com Vítor Norte e João Lagarto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas