Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

 

 

Golden Bear for Best Short Film

Cidade Pequena
by Diogo Costa Amarante

 

Diogo Costa Amarante venceu o Urso de Ouro com a  curta-metragem "Cidade Pequena" no Festival de Cinema de Berlim.

Cidade Pequena tem a duração de 19 minutos, foi produzida em 2016, e conta a história de Frederico e de sua mãe.

Além da realização, Diogo Costa Amarante escreveu e produziu o filme.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:27



A curta-metragem de ficção “Um Dia Frio", da realizadora portuguesa Cláudia Varejão, conquistou o Grande Prémio de Curta-Metragem no Festival Internacional de Cinema Mediterrâneo de Montpellier, em França.

 

A 31.ª edição do festival decorreu entre 23 de Outubro e 1 de Novembro em Montpellier, onde foram exibidos 239 filmes, passando pelas longas e curtas-metragens de ficção e documentários. Segundo a organização, este ano contabilizaram-se 87.200 espectadores.


Do palmarés, consta a realizadora Cláudia Varejão, premiada com o Grande Prémio de Curta-Metragem pelo filme “Um Dia Frio”, também galardoado em Outubro com o Prémio Especial do Júri no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Tânger, em Marrocos.


A curta-metragem foi produzida pela Filmes do Tejo II em co-produção com a RTP2 e a Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa Criatividade e Criação Artística.


Com Adriano Luz, Ágata Pinho, Ana Rodrigues, Isabel Ruth, Maria D´Aires e Vicente Wallenstein, a película tem argumento de Cláudia Varejão e de Graça Castanheira, e música de Bernardo Sassetti.


No filme, sobre o quotidiano de uma família, a realizadora quis “retratar a intimidade, a partir de gestos e palavras que nos identificam”, informa uma nota sobre a curta-metragem de 27 minutos.


“Procuro um cinema onde, por momentos, se esqueça a ficção e a paisagem humana se insinue, frontal, em cada plano. Onde, quanto mais prováveis e até rotineiros os movimentos das personagens, maior a possibilidade e a probabilidade de se chegar ao âmago de nós”, explica a realizadora no texto.


Nascida no Porto, em 1980, Cláudia Varejão estudou imagem em movimento no curso de câmara, e mais tarde no curso de realização, no centro Restart, em Lisboa.

 

Frequentou o curso de direcção de cinema de ficção na Academia Internacional de Cinema em São Paulo e o curso de cinema do Programa de Criatividade da Fundação Calouste Gulbenkian, com a Deutsche Film und Fernsehakademie Berlim.


A filmografia de Cláudia Varejão inclui o documentário “Falta-me”, de 2005 e a curta-metragem “Fim-de-semana”, de 2007.


Cláudia Varejão tem trabalhado ainda em direcção de fotografia e em projectos de vídeo com artistas de diferentes áreas como Beatriz Batarda, Inês de Medeiros, Joana Vasconcelos, Madalena Victorino, Maria João Pires, Miguel Bonneville e Sandra Faleiro, entre outros.


In Jornal Público

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54

 

O filme "Aquele querido mês de Agosto" de Miguel Gomes arrecadou, no Festival Internacional de Guadalajara (México), os prémios especiais do Júri e de Som.

O filme, a segunda longa-metragem do realizador português está a competir este fim-de-semana no Festival de Cinema Independente de Buenos Aires, onde será ainda exibida uma retrospectiva da obra completa do realizador português.

Protagonizado por Catarina Wallenstein, "Aquele querido mês de Agosto" foi já distinguido no Festival de Cinema de Las Palmas (Canárias), com os prémios Lady Harimaguada de Prata e o José Rivero atribuído ao Melhor Novo Realizador.

O filme português deverá estar presente nos festivais de cinema de Wisconsin que se realiza de 02 a 05 de Abril, de São Francisco (23 de Abril a 07 de Maio), de Los Angeles (18 a 28 de Junho), e ainda, na Nova Zelândia, em Auckland (10 a 27 de Julho) e de Wellington (18 de Julho a 03 de Agosto). [noticias.rtp.pt]


Post extraído do blog "bibliotecadafeira"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18


Prémio de melhor longa-metragem do ano

por Carlos Pereira \foleirices, em 26.01.09

"Slumdog Millionaire", de Danny Boyle eleito melhor filme do ano


O filme "Slumdog Millionaire", do realizador britânico Danny Boyle, conquistou sábado à noite, em Los Angeles, o Prémio de Melhor Longa-Metragem do ano atribuído pelo sindicato norte-americano de produtores de cinema.

"Slumdog Millionaire" deixou para trás outros favoritos como "Batman, o Cavaleiro das Trevas", de Christopher Nolan, "A Estranha História de Benjamin Button", de David Fincher, "Frost/Nixon", de Ron Howard, e "Milk", de Gus Van Sant, segundo a revista norte-americana Variety.

O filme de Danny Boyle confirma assim as preferências da comunidade cinematográfica norte-americana para a conquista de Melhor Filme na cerimónia dos óscares deste ano, prevista para 22 de Fevereiro, em Hollywood.

"Slumdog Millionaire" decorre em Bombaim, na Índia, e conta a história de um jovem indiano iletrado que conquista a final da versão local do concurso televisivo "Quem quer ser milionário?".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:10


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas