Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#3060 - PRÉMIO OCEANOS 2019

por Carlos Pereira \foleirices, em 06.11.19

No dia 4 de novembro, no Itaú Cultural, um júri formado por oito profissionais do campo da literatura lusófona se reuniu para eleger os dez livros que passaram para a etapa final do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa 2019. Entre as obras, há nove romances e uma coletânea de contos. São elas:

- A Tirania do Amor, de Cristovão Tezza (romance, Brasil, editora Todavia)

- Alguns Humanos, de Gustavo Pacheco (contos, Brasil, editora Tinta-da-China)

- Eliete, de Dulce Maria Cardoso (romance, Portugal, editora Tinta-da-China)

- Ensina-me a Voar Sobre os Telhados, de João Tordo (romance, Portugal, editora Companhia das Letras Portugal)

- Luanda, Lisboa, Paraíso, de Djaimilia Pereira de Almeida (romance, Portugal, editora Companhia das Letras Portugal)

- Meio Homem Metade Baleia, de José Gardeazabal (romance, Portugal, editora Companhia das Letras Portugal)

- O Imortal, de Mauricio Lyrio (romance, Brasil, editora Companhia das Letras)

- O Preto que Falava Iídiche, de Nei Lopes (romance, Brasil, editora Record)

- Sorte, de Nara Vidal (romance, Brasil, editora Moinhos)

- Sua Excelência, de Corpo Presente, de Pepetela (romance, Angola, editora Dom Quixote/Texto Editores)

Participaram da decisão Eliane Robert Moraes, Italo Moriconi, Maria Esther Maciel e Veronica Stigger, do Brasil; Ana Sousa Dias, Daniel Jonas e Manuel Frias Martins, de Portugal; e Francisco Noa, de Moçambique.

O júri destacou a capacidade das obras finalistas de associar a qualidade literária às questões contemporâneas. Na lista, figuram sobretudo narrativas que tratam dos temas da desterritorialização, da inquietação existencial e da sexualidade.

Os dez trabalhos selecionados serão reavaliados por cinco membros do júri (Eliane, Maria Esther e Veronica, do Brasil, e Daniel e Manuel, de Portugal), responsáveis por eleger as três obras vencedoras do Oceanos 2019. Elas serão divulgadas no dia 5 de dezembro, no Itaú Cultural, em cerimônia aberta ao público e transmitida ao vivo pelo site do instituto.

Saiba mais no site do Oceanos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:51


#2893 - Prémio Oceanos de Literatura (Lista dos Finalistas)

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.10.18

Prêmio Oceanos 2018

                                                

 

Três escritores  portugueses integram a lista dos dez finalistas do Prémio Oceanos 2018.

Bruno Vieira Amaral com o livro "Hoje estarás no paraíso", o segundo romance do escritor, distinguido com os Prémios Pen Clube Narrativa e José Saramago com o romance de estreia "As primeiras coisas".

HG Cancela com o romance "As pessoas do drama", vencedor do Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores atribuído no passado mês de Julho.

Luís Quintais com o livro "A noite imóvel" obra que sucede a "Arrancar penas a um canto  do cisne", Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, edição de 2017.

Integram também a lista cinco escritores brasileiros e dois moçambicanos.

 

LISTA DOS FINALISTAS

 

A noite da espera - Milton Hatoum - Companhia das Letras - Romance - Brasileira

A noite imóvel - Luís Quintais - Assírio & Alvim -  Poesia - Portuguesa

Anjo noturno  - Sérgio Sant'Anna  - Companhia das Letra - Conto - Brasileira

Antiboi - Ricardo Aleixo -  Crisálida - Poesia - Brasileira

As pessoas do drama  - H. G. Cancela - Relógio D'Água - Romance - Portuguesa

Câmera lenta - Marília Garcia - Companhia das Letras - Poesia - Brasileira

Hoje estarás comigo no paraíso - Bruno Vieira Amaral -- Quetzal - Romance - Portuguesa

O Deus restante - Luis Carlos Patraquim - Cavalo do Mar - Poesia - Moçambicana

Pai, pai - João Silvério Trevisan - Alfaguara - Romance - Brasileira

Vácuos - Mbate Pedro - Cavalo do Mar - Poesia - Moçambicana

 

 Bruno Vieira Amaral

H G Cancela 

 

Luís Quintais

 

 

               

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:34


#2847 - Prémio Oceanos 2018

por Carlos Pereira \foleirices, em 18.08.18

Foi publicada a lista com os nomes dos semifinalistas do Prémio Literário Oceanos. São 16 os autores portugueses com obras selecionadas para a semifinal do Prémio Oceanos 2018, que será decidido em Outubro. Os restantes são brasileiros, moçambicanos, um cabo-verdiano e um timorense. Desta vez há também uma romena, um espanhol e uma suíça que escrevem em português.

 

Os escritores portugueses são: Rui Nunes, Bruno Vieira Amaral, Patrícia Reis, Sandro William Junqueira, H.G. Cancela, David Machado, Luís Osório, João Pinto Coelho, António Oliveira e Castro, José Tolentino Mendonça, Nuno Júdice, António Carlos Cortez, Luís Quintais, Frederico Pereira, Júlio Henriques, A.M. Pires Cabral.

 

LISTA COMPLETA DOS SEMIFINALISTAS

 

Criado no Brasil em 2003, com o nome de Prêmio Portugal Telecom de Literatura Brasileira, Oceanos expandiu a sua abrangência e tornou-se uma das principais referências no cenário literário.

Em 2007 — ainda com o patrocínio da empresa portuguesa de telecomunicações, Portugal Telecom, e o título Prêmio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa —, passou a contemplar todos os livros escritos em língua portuguesa publicados no Brasil. De 2007 a 2014, o prêmio Portugal Telecom garantiu por regulamento a seleção de 20% de livros portugueses e/ou africanos entre os semifinalistas e finalistas.

Em 2015, com a saída da Portugal Telecom do Brasil, o Banco Itaú assumiu o patrocínio do prêmio. Com a parceria do Itaú Cultural, responsável por todo o operacional do prêmio, a curadora Selma Caetano e um conselho formado pelos estudiosos de literatura Antônio Carlos Secchin, Beatriz Resende, Benjamim Abdala Jr., Flora Sussekind, José Castello, Leyla Perrone-Moisés, Lourival Holanda e Manuel da Costa Pinto avaliaram e aperfeiçoaram o regulamento, lançando as primeiras sementes da ampliação para toda a língua portuguesa. Com a mesma estrutura democrática e a diversidade do corpo inicial de jurados, o prêmio passou a chamar-se Oceanos.

Em 2017, depois de 14 edições contemplando obras de literatura em língua portuguesa editadas no Brasil, Oceanos abriu as suas inscrições para livros escritos em língua portuguesa publicados em qualquer lugar do mundo. Tornou-se, assim, um prêmio transnacional em sua estrutura e em sua dinâmica de avaliação, com júris compostos por especialistas de África, Brasil e Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:43


#2697 - Prémio Oceanos de Literatura em Língua Portuguesa

por Carlos Pereira \foleirices, em 29.11.17

 

Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa anunciou no dia 29 de novembro os vencedores da edição de 2017, que avaliou 1.215 obras publicadas em 2016.

 

Karen, romance da portuguesa Ana Teresa Pereira, ficou em primeiro lugar, recebendo prêmio de R$ 100 mil. Ela é a primeira mulher a obter o prêmio máximo nas 15 edições do prêmio, que foi criado em 2003 como Prêmio Portugal Telecom e, desde 2015, passou a se chamar Oceanos. Nas edições anteriores, as escritoras Beatriz Bracher, Marina Colasanti, Cíntia Moscovich, Elvira Vigna e Ana Martins Marques haviam sido premiadas, porém não obtiveram o primeiro posto.

 

O brasileiro Silviano Santiago ficou em segundo lugar com o romance Machado, sendo premiado com o valor de R$ 60 mil, e Golpe de Teatro, do poeta português Helder Moura Pereira, é o terceiro colocado, premiado com R$ 40 mil.

 

A premiação para o quarto lugar, no valor de R$ 30 mil, será dividida entre a poeta portuguesa Maria Teresa Horta, que concorreu com Anunciações, e o romancista brasileiro Bernardo Carvalho, com Simpatia pelo Demônio. A decisão de atribuir o quarto posto aos dois autores aconteceu após sucessivas rodadas de votação nas quais prevaleceu o empate – levando a curadoria e o Júri Final, com base no regulamento do prêmio, a reconhecerem ambos como vencedores.

 

O Júri Final do Oceanos 2017 foi formado por dois portugueses – a poeta Ana Mafalda Leite e o crítico literário António Guerreiro – e seis brasileiros – as ensaístas Beatriz Resende e Mirna Queiroz, a tradutora e editora Heloisa Jahn e os escritores Maria Esther Maciel, Everardo Norões e Eucanaã Ferraz). A curadoria do Oceanos esteve a cargo da jornalista portuguesa Ana Sousa Dias, da gestora Selma Caetano e do jornalista Manuel da Costa Pinto, ambos brasileiros.

 

A edição de 2017 é um marco na história dos prêmios literários em língua portuguesa: este ano, Oceanos passou a contemplar obras publicadas em todos os países lusófonos e, com isso, tornou-se um radar da produção contemporânea dos países unidos pelo idioma – proporcionando conhecimento recíproco e promovendo o intercâmbio literário e editorial. Os números são expressivos: entre os 51 livros semifinalistas — 31 de autores brasileiros, 19 de autores portugueses e 1 de autor angolano —, 49 nunca foram publicados em outro país de língua portuguesa.

 

Os 19 livros de autores portugueses publicados em Portugal não haviam sido publicados no Brasil e 11 de seus autores nunca tiveram obras lançadas no Brasil; e, dentre os 31 livros semifinalistas publicados no Brasil, 30 ainda não têm edição em Portugal, sendo que 21 dos autores brasileiros semifinalistas são inéditos em Portugal – o que mostra como as sucessivas fases do Oceanos contribuem para difundir a obras dos escritores para além das fronteiras nacionais.

 

A primeira colocação obtida pelo romance Karen possibilita o reconhecimento, no Brasil, da importância que o conjunto da obra de Ana Teresa Pereira tem em Portugal, com mais de 30 livros publicados. Em contrapartida, a premiação de Silviano Santiago, que em 2015 havia vencido o Oceanos em primeiro lugar com Mil Rosas Roubadas, reitera – para o público lusitano e dos demais países lusófonos – o lugar ocupado pelo autor na cena literária brasileira.

 

Veja aqui os 04 vencedores
Clique aqui para baixar a lista de livros vencedores

 

FONTE: ITAÚ CULTURAL

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas