Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#2912 - IDA VITALE VENCE PRÉMIO CERVANTES

por Carlos Pereira \foleirices, em 16.11.18

Ida Vitale, poetisa uruguaia, vence Prémio Cervantes 2018, o mais importante prémio da literatura em castelhano.

Com 95 anos de idade, Ida Vitale, além de poetisa, é jornalista, tradutora e crítica literária, e tem vasta obra publicada, destacando-se "La Luz desta Memoria", "Procura de Lo Imposible", "Léxico de Afinidades", Sueños de la Constancia" e "Cada uno em su noche".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:57


#2667 - Sergio Ramírez vence Prémio Cervantes 2017

por Carlos Pereira \foleirices, em 16.11.17

O escritor nicaraguense Sergio Ramírez é o vencedor do Prémio Cervantes 2017, o mais importante Prémio Literário da literatura em língua espanhola.

Sergio Ramírez venceu em 1998 com o livro "Margarita, está lindo o mar" o Prémio Alfaguara do romance, livro publicado em Portugal pela Difel.

Tem, também, outro livro ("Tiveste medo do Sangue?") publicado em 1989 pela Editorial Caminho.
O Prémio Cervantes foi criado pelo Ministério da Cultura de Espanha em 1975 com o objectivo de reconhecer a carreira de um escritor que, através do seu trabalho, contribuiu para enriquecer o legado literário hispânico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38


#1537 - Prêmio Cervantes vai para o poeta chileno Nicanor Parra

por Carlos Pereira \foleirices, em 01.12.11

 

O chileno Nicanor Parra, conhecido como o pai da “anti-poesia”, ganhou o Prêmio Cervantes 2011. A homenagem foi anunciada nesta quinta-feira, 1° de dezembro, pela ministra espanhola da Cultura, Angeles Gonzalez-Sinde. O escritor, célebre por livros como Poemas y Antipoemas e Obra Gruesa, receberá 125 mil euros.

Conhecido como o Nobel da literatura em língua espanhola, o prêmio Cervantes deste ano foi concedido ao poeta chileno Nicanor Parra. Segundo a presidente do júri, Margarita Salas, Parra foi escolhido por sua carreira variada e “toda uma vida dedicada à poesia”.

O escritor de 97 anos de idade, que já ganhou o prêmio nacional de literatura do Chile, é célebre por obras como Poemas y Antipoemas. O livro, lançado em 1954, e repleto de versos irônicos usando uma linguagem coloquial rara, deu ao escritor o título de “pai da antipoesia” e o transformou em uma referência na literatura chilena.

O ganhador do Cervantes leva para casa um prêmio 125 mil euros, que serão entregues oficialmente em 23 de abril, data de aniversário da morte, em 1616, de Miguel de Cervantes, autor de Don Quichote e uma das maiores figuras da literatura espanhola.

No ano passado, a escolhida foi a espanhola Ana Maria Matute. Nomes como o Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa e os mexicanos Carlos Fuentes e Octavio Paz fazem parte da lista dos ganhadores das edições anteriores do Cervantes.

 

in

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:37


#1056 - JOSÉ EMILIO PACHECO GANHA O PRÉMIO CERVANTES

por Carlos Pereira \foleirices, em 02.12.09

 

 

O escritor mexicano José Emilio Pacheco ganhou, esta segunda-feira, o Prémio Cervantes 2009, o maior galardão das letras hispânicas. Depois da decisão do Júri, a notícia foi tornada pública pela ministra da cultura espanhola, Ángeles González-Sinde.

O Prémio Cervantes foi criado em 1975 pelo Ministério da Cultura espanhol. O objectivo do galardão é distinguir um escritor que, pelo conjunto da sua obra, tenha contribuído para enriquecer o legado literário hispânico. José Emilio Pacheco vai receber 125 mil euros.

José Antonio Pascual, presidente do júri, considera o José Emilio Pacheco um “poeta excepcional da vida quotidiana, com uma profundidade e uma liberdade nos pensamentos, uma capacidade de criar um mundo próprio e um uso linguístico impecável".

O poeta, ensaísta, novelista, contista e tradutor mexicano tem 70 anos. Nasceu na Cidade do México no dia 30 de Junho de 1939. Foi professor universitário nos Estados Unidos, Canada e Reino Unido. Ao longo da sua carreira já recebeu vários prémios literários.


In "Livros & Leituras"

 

 

A quien pueda interesar


Que otros hagan aún
    el gran poema
los libros unitarios
    las rotundas
obras que sean espejo
    de armonía

A mí sólo me importa
    el testimonio
del momento que pasa
    las palabras
que dicta en su fluir
    el tiempo en vuelo

La poesía que busco
    es como un diario
en donde no hay proyecto ni medida

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57


Cervantes atribuído a Juan Marsé

por Carlos Pereira \foleirices, em 29.11.08
 

 

O  escritor catalão é o primeiro autor a ganhar o «Nobel das Letras espanholas» (no valor de 125 mil euros) depois das alterações introduzidas pelo Ministério de Cultura na composição do júri».

 

 

Post retirado do blog "LER"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:08


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas