Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#2090 - FOLHA

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.07.16

 RADE DRAINAC

 

FOLHA

 

Mudei de estação: o Outono ficou para trás e as minhas malas.

Agora o céu é duvidoso, como uma mentira inábil.

Na primeira taberna terei de esquecer

A carta melancólica que me tirou o sono.

Ocioso, arrasto-me pela rua, entre escritórios.

As andorinhas partiram e as máquinas de escrever ficaram.

No horizonte há uma grande trombeta de fumo.

Foi há pouco inventado um avião tão pequeno como uma borboleta.

Bravo! É um bom sinal.

A primeira folha de Outono caiu no meu chapéu.

 

POEMA DE RADE DRAINAC

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:51


#854 - Vasko Popa

por Carlos Pereira \foleirices, em 08.07.09



CANÇÃO DA VERDADE JOVEM


A verdade cantava no escuro

No cimo da tília sobre o coração


O sol há-de amadurecer dizia

No cimo da tília sobre o coração

Se os olhos o iluminarem


Troçámos da canção

Agarrámos prendemos a verdade

Cortámos-lhe a cabeça debaixo da tília


Os olhos estavam noutro sítio

Ocupados com outra obscuridade

E nada viram

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:03


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas