Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Maiakowski

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.06.09



DIGAM!


Digam!

Lá porque estão acesas as estrelas,

será porque elas são necessárias a alguém?

Será porque alguém há a desejar que existam?

Será porque alguém chama a esses escarros, pérolas?

E, vencendo

a poeirenta borrasca do meio-dia,

alguém corre p'ra Deus,

temendo chegar tarde,

chora,

beija-lhe a mão nodosa,

implora -

que lhe falta uma estrela! -

jura

que, sem estrelas, não pode suportar este martírio.

E depois,

lá vai com a sua angústia,

mostrando paz na cara.

Perguntando a qualquer:

"Agora, está melhor, não é assim?

Já não tens medo?

Não?"

Digam!

Lá porque estão acesas

as estrelas -

será  porque elas são necessárias a alguém?

será porque é - indispensável,

que cada noite

por cima dos telhados

uma só estrela, ao menos, se ponha a reluzir?


Poema escrito em 1913


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:32


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas