Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#3053 - A ESCRITA, O PENSAMENTO, OS LIVROS,

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.10.19

Mário Cláudio, 50 anos de vida literária - Entrevista de Isabel Lucas para a Revista LER

"Uma escrita tipo Gonçalo M. Tavares, que admiro imenso, é uma escrita sem musicalidade; é o chamado "rumor branco". O rumor branco é isso, é o som não plástico. A escrita dele é essa e é admirável. Está nos antípodas da minha. Não consigo escrever sem a musicalidade das palavras."

 

Mário Cláudio em entrevista conduzida por Isabel Lucas - Revista LER, n.º 154, Verão 2019

______________________________________________________________________________________________________

Escritor português, de nome verdadeiro Rui Manuel Pinto Barbot Costa, nascido a 6 de novembro de 1941, no Porto. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, onde se diplomou também como bibliotecário-arquivista, e master of Arts em biblioteconomia e Ciências Documentais pelo University College de Londres, revelou-se como poeta com o volume Ciclo de Cypris (1969). Tradutor de autores como William Beckford, Odysseus Elytis, Nikos Gatsos e Virginia Woolf, foi, porém, como ficcionista que mais se afirmou.
Publicou com o nome próprio, uma vez que "Mário Cláudio" é pseudónimo, um Estudo do Analfabetismo em Portugal, obra que reúne a sua tese de mestrado e uma comunicação apresentada no 6.° Encontro de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Portugueses, em 1978. Colaborador em várias publicações periódicas, como Loreto 13Colóquio/Letras, Diário de LisboaVérticeJornal de Letras Artes e IdeiasO Jornal, entre outros, foi considerado pela crítica, desde a publicação de obras como Um Verão Assim, um autor para quem o verso e a prosa constituem modalidades intercambiáveis, detendo características comuns como a opacidade, a musicalidade e a rutura sintática, subvertendo a linearidade da leitura por uma escrita construída como "labirinto em espiral". A obra de Mário Cláudio apresenta uma faceta de investigador e de bibliófilo que, encontrando continuidade na sua atividade profissional, inscreve eruditamente cada um dos livros numa herança cultural e literária, portuguesa ou universal. Dir-se-ia que a sua escrita, seja romanesca, seja em coletâneas de pequenas narrativas (Itinerários, 1993), funciona como um espelho que devolve a cada período a sua imagem, perspetivada através de um rosto ou de um local, em que o próprio autor se reflete, e isto sem a preocupação de qualquer tipo de realismo, mas num todo difuso e compósito, capaz de evocar o sentido ou o tom de uma época que concorre ainda para formar a época presente.
Mário Cláudio recebeu, em 1985, o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores por Amadeo (1984), o primeiro romance de um conjunto posteriormente intitulado Trilogia da Mão (1993), em 2001 recebeu o prémio novela da mesma associação pelo livro A Cidade no Bolso e, em dezembro de 2004, foi distinguido com o Prémio Pessoa. Para além das obras já mencionadas, são também da sua autoria Guilhermina (1986), A Quinta das Virtudes, (1991), Tocata para Dois Clarins (1992), O Pórtico da Glória (1997), Peregrinação de Barnabé das Índias (1998), Ursamaior (2000), Orion (2003), Amadeu (2003), Gémeos (2004) e Triunfo do Amor Português (2004). O autor tem também trabalhos publicados na área da poesia (como Ciclo de Cypris, 1969, Terra Sigillata, de 1982, e Dois Equinócios, de 1996), dos ensaios (Para o Estudo do Alfabetismo e da Relutância à Leitura em Portugal, de 1979, entre outros), do teatro (por exemplo, O Estranho Caso do Trapezista Azul, de 1999) e da literatura juvenil (A Bruxa, o Poeta e o Anjo, de 1996).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:42


#2435 - Mário Cláudio vence Prémio dst com Astronomia

por Carlos Pereira \foleirices, em 08.06.17

 

Mário Cláudio com o livro "Astronomia" foi o vencedor do Grande Prémio Literário dst.

Este Prémio Literário é atribuído pela empresa Domingos da Silva Teixeira e tem o valor de 15 mil euros.

 

Este livro já tinha ganho em Abril passado o Prémio D. Dinis, da Casa de Mateus.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15


#983 - Mário Cláudio orienta curso

por Carlos Pereira \foleirices, em 27.10.09


Uma viagem literária por sete obras dos séculos XIX ao XXI é o que propõe Mário Cláudio, a partir de 2 de Novembro, nas instalações na Sala da Música do Museu Nacional de Soares dos Reis, no Porto.
 

O Clube de Leitura "Amor e transgressão" realizar-se-á quinzenalmente, sempre às segundas-feiras, das 19 às 21 horas, e a participação, limitada a 30 pessoas, está sujeita ao pagamento de 70 euros.

 

"Ana Karenina", de Leão Tolstoi, "A mulher de trinta anos", de Honoré de Balzac, "Lolita", de Vladimir Nabokov, "Maurice", de E.M. Forster, "A queda de um anjo", de Camilo Castelo Branco, "Primeiro amor", de Ivan Turgeniev, e "Boa noite, Senhor Soares", o mais recente livro de Mário Cláudio, foram as obras escolhidas.

O presente curso está inserido na programação cultural no Porto da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para os próximos meses, da responsabilidade do escritor Álvaro Magalhães.

 

Já no próximo mês, o compositor e escritor Carlos Tê vai orientar um curso de escrita criativa de canções e, logo no arranque de 2010, seguir-se-á um outro de escrita criativa de textos literários, orientado pelo também escritor Pedro Sena-Lino.

 

Depois da homenagem a Germano Silva, no início do mês, sucedem-se em breve idênticas iniciativas dedicadas a Manuel António Pina e Jorge de Sousa Braga, entre outros autores.

 

Estas iniciativas resultam de um protocolo de colaboração estabelecido entre a SPA e o Museu Nacional de Soares dos Reis, mediante o qual os eventos culturais organizados pela cooperativa de defesa dos direitos dos autores terão lugar preferencialmente naquele espaço museológico.

 

As inscrições para o curso "Amor e transgressão" podem ser feitas através do telefone 226061920.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Livros Técnicos Fev 2020 - Mrec



Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas