Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#1946 - A FADIGA

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.02.16

A FADIGA

 

Nada me  prende à vida

e se vivo,

só vivo de fadiga e se forçado

sou a continuar a fatigar-me

como sucede agora, e me nutro

de desgostos veementes e absurdos

nestes climas atrozes, a existência

receio abreviar

 

Outrora está tão perto que está longe:

que diferença fazem as idades, que muralha

as separa?

Nada posso dizer: o que perdi

esqueci porque as palavras

não formam já o mundo nem o mundo

forma já as palavras;

para poder beber destilo o mar

 

POEMA DE GASTÃO CRUZ, in Óxido, Assírio & Alvim, 2015

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30


#1010 - Gastão Cruz

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.11.09

Então a Voz

Então a voz passou por cima

do oceano
e era um som de vagas
 
o mesmo som ouvido nos verões
quando a luz sobre a pele
se transformava em água

 

Gastão Cruz, Os Poemas [1960-2006] - já disponível nas livrarias


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58


CORRENTES d'ESCRITAS

por Carlos Pereira \foleirices, em 13.02.09

Prémio Literário Correntes d’Escritas/Casino da Póvoa para Gastão Cruz

O livro A Moeda do Tempo (Assírio & Alvim, 2006), de Gastão Cruz, é o vencedor por unanimidade do Prémio Literário Correntes d’Escritas/Casino da Póvoa 2009, este ano dedicado à poesia e com o valor de 20 mil euros. Do júri fizeram parte Ana Luísa Amaral, Casimiro de Brito, Fernando Guimarães, Jorge de Sousa Braga e Patrícia Reis. A lista dos outros 11 finalistas pode ser consultada aqui.

[In Bibliotecário de Babel]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:16


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas