Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#3229 - ÚLTIMO SOPRO - A DESPEDIDA DA ALMA DO CORPO

por Carlos Pereira \foleirices, em 23.07.22

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:46


#3227- OS CAMINHOS DE SANTIAGO - PEREGRINAÇÕES

por Carlos Pereira \foleirices, em 21.07.22

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47


#3221 - ORAÇÃO

por Carlos Pereira \foleirices, em 01.03.22

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07


#3220 - O POETA DAS IMAGENS

por Carlos Pereira \foleirices, em 11.02.22

São corpos pendurados em paredes de sombras, registados em papel com a ajuda de um relâmpago emitido por uma velha máquina fotográfica. Poses  artísticas forçadas de pais, avós, filhos dos filhos, tias solteiras, putos ranhosos que também aparecem mas que não foram convidados por falta de espaço e não ser domingo - era o argumento...

Ser fotógrafo era também ser encenador e mestre na arte de dispor as almas nas suas diversas posições e atitudes para, no final, parecerem actores ou figurantes numa cena de teatro burlesco, de marionetes . Era considerado no seu meio e entre os seus pares um verdadeiro mestre na arte de fixar para a posteridade os momentos em memórias que alguém guardaria numa caixa qualquer ou num caixilho que ficaria em equilíbrio numa parede qualquer de um compartimento da casa.

As expressões do rosto e as formas diversas que o corpo assumia reflectiam estados psicológicos, de humor, de hierarquias bem vincadas pela posição de cada um no espaço geográfico da lente da máquina que dava para perceber a  importância que cada um tinha e o seu papel na estrutura social e familiar.

Era um verdadeiro alquimista, um mágico que no quarto escuro apenas iluminado por uma luz vermelha conseguia dar vida a películas  mergulhadas num caldo químico, como se fosse o útero onde se formava, célula a célula, um corpo que era expulso depois de estar completamente pronto.

Era um poeta que escrevia e fixava um momento da vida para a posteridade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:56


#3215 - AS PALAVRAS NA BOCA DOS TAGARELAS

por Carlos Pereira \foleirices, em 20.01.22

O vazio está sentado no centro de uma estrela

com a cabeça apoiada num pensamento incolor, transparente, inodoro,

inclinando-se para o lado que o vento soprar

provocando o tédio

bocejando até a boca não poder abrir-se mais

criando um sopro de ar

que circula entre a garganta e o exterior do corpo

situado no limite da vertigem,  da tolerância, do vómito

e que devora a vontade de se opôr ao ruído opaco das palavras

sentado ao lado do vazio que deixa de ser, por isso,

o centro da estrela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24


#3214 - DESENHOS

por Carlos Pereira \foleirices, em 14.01.22

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:23


#3212 - CAMPANHA ELEITORAL (LEGISLATIVAS - JANEIRO 2022

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.01.22

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58


#3201 - RIO CÁSTER (DIÁLOGOS COM AS SUAS MARGENS) versão piano

Carlos Pereira

por Carlos Pereira \foleirices, em 02.12.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38


#3196 - DO ROSSIO ATÉ AO CASTELO - UM PASSEIO PELAS GUIMBRAS

por Carlos Pereira \foleirices, em 25.11.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35


#3188 - TIRINHAS DE PAPEL

por Carlos Pereira \foleirices, em 28.10.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:17


#3187 - QUESTÕES DE SEMÂNTICA

por Carlos Pereira \foleirices, em 28.10.21

O Orçamento para o ano 2022 não foi aprovado. Os elos que suportavam o governo não aguentaram a pressão de perdas eleitorais sucessivas e partiram...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:58


#3184 - O ÚLTIMO DESFILAR, ANTES QUE O INVERNO CHEGUE!

por Carlos Pereira \foleirices, em 25.10.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:08


#3181 - TRABALHOS 105

por Carlos Pereira \foleirices, em 04.10.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28


#3180 - TRABALHOS 102

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.09.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:05


#3179 - TRABALHOS 103

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.09.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:01


#3178 - QUESTÕES DE SEMÂNTICA

por Carlos Pereira \foleirices, em 11.09.21

Se eu fosse borboleta, assumia como minha casa o teu coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58


#3172 - TRABALHOS 97

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.06.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:21


#3163 - O Chamamento Ao Concílio Das Palavras Essenciais

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.05.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:59


#3162 - TRABALHOS 96

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.05.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:55


#3161 - TRABALHOS 95

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.05.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:49


#3160 - TRABALHOS 94

por Carlos Pereira \foleirices, em 11.04.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:26


#3159 - TRABALHOS 76

por Carlos Pereira \foleirices, em 05.02.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15


#3157 - EM TEMPOS DE IRA

por Carlos Pereira \foleirices, em 04.02.21

EM TEMPOS DE IRA

 

O vento esfrega-lhe o peito,  e a alma agita-se como lençol debruçado no fio do arame.

O coração soluça entre assobios e guinchos produzidos pela passagem do ar nos poros da pele.

 

O comboio das cinco horas rola sobre as tiras de ferro e  avisa a sua passagem com um silvo agudo que faz estremecer os pássaros escondidos num robusto carvalho fortemente amarrado

no mais fundo da terra.

 

E o vento continua a roçar-se no peito do homem, deitado em cima de si mesmo, e os dois, deitados em cima do delírio e dos soluços do coração.

 

A pele da alma enfuna-se empurrando o corpo para fora do caos e do medo.

 

E os comboios passam sempre às horas certas.

Indiferentes, metálicos, mais pesados que o vento, param nos mesmos sítios todos os dias,

como se fossem penitentes, para recolher os corpos, as almas e os corações dos homens roçados pelo vento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15


#3156 - A ESPUMA DOS DIAS

por Carlos Pereira \foleirices, em 30.01.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41


#3150 - TRABALHOS 93

por Carlos Pereira \foleirices, em 30.11.20

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

BERTRAND - SUGESTÃO DE LIVROS E LEITURAS

20% a 50% IMEDIATO em todos os livros - Instagram Post 25-26/03

#LERÉPODER 2020 - Large Billboard


O Mundo na Mão - Large Billboard

Arquivo



Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas