Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#849 - César Vallejo

por Carlos Pereira \foleirices, em 08.07.09



"TRILCE", LX


É de madeira a minha paciência

surda, vegetal.


Dia que foste puro, menino, inútil,

que nasceste nu, as léguas

da tua marcha vão correndo sobre

as tuas doces extremidades, esse taciturno

vinvo de depois despia-se

não se sabe em que últimas fraldas.


Constelado de hemisférios de grumos,

debaixo de eternas e inéditas américas, de grande plumagem,

partes e deixas-me sem a tua ambígua emoção,

sem o teu nó de sonhos, domingo.


E já me apodrece a paciência,

e volto a exclamar: Quando virá

esse domingo bocarrão e mudo do sepulcro;

quando virá a carregar este sábado

de farrapos, esta horrível sutura

do prazer que nos engendra sem querer,

e o prazer que nos desteRRa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas