Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#1894 - Quando a Europa salva os bancos, quem paga?

por Carlos Pereira \foleirices, em 10.11.13

Documentário do canal Arte com Harald Schumann, jornalista de investigação num diário berlinense, demonstrando quem foram os beneficiários dos resgates bancários na Europa; não foram os países, nem sequer os cidadãos que, com os seus impostos, pagam estes resgates.

 

Retirado do blogue AVENTAR

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:55


#1641 - Livros e leituras

por Carlos Pereira \foleirices, em 06.03.12

 

Todos sabem como o escorpião paga ao sapo que o ajuda a atravessar o rio. Pica-o, mesmo que isso implique a morte de ambos, porque essa é a sua natureza. A história repete-se agora como farsa no mundo financeiro. A crise acabou por contaminar a economia global com os vírus que hoje ninguém consegue combater com os melhores remédios. Para acudirem à fraqueza dos bancos e os salvarem da falência, os Estados injetaram dinheiro no sistema financeiro e ficaram, eles próprios, à mercê daqueles que salvaram. François Chesnais mostra-nos como os mecanismos financeiros e bancários estiveram na origem das atuais dívidas soberanas. E avança com uma proposta: os europeus devem ir para o campo de batalha, denunciando estas como dívidas ilegítimas. O alvo é claro: os bancos desviaram-se da sua missão original e a atividade atual é um pecado sem fim. «Assim, os bancos afastaram-se da sua função indispensável de crédito aos particulares e às empresas para se dedicarem a atividades de especulação financeira nocivas e desprovidas de utilidade social.» A solução passa por voltar  a colocá-los nos eixos, afastando-os da sua atividade de grupos financeiros diversificados que vivem de operações sem ligação à criação de riqueza económica real. Para este economista francês, professor e membro do ATTAC, entre a vida dos bancos e a sobrevivência da sociedade é preciso optar por esta e não seguir aquilo que tem sido a palavra de ordem da classe política.

 

As Dívidas Ilegítimas (Temas e Debates, trad. Artur Lopes Cardoso) é um livro bem estruturado e defendido, onde o autor francês coloca interrogações legítimas sobre um mundo virtual que atirou a sociedade para as areias movediças.

 

Texto de Fernando Sobral, in Revista Ler, pag. 64 [Março 2012]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:16


#1352 - Grupo de jovens faz protesto simbólico nas sedes do BPN

por Carlos Pereira \foleirices, em 28.03.11

 

No jornal "Público" de hoje

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas