Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Instalações

por Carlos Pereira \foleirices, em 25.11.08

O espantalho

espanta-se

com o espanto de

chapéus

que

enfeitam

cabeças de trapos,

olhos de botões

espetados

em paus.

 

***************************

 

A luz brinca com

os teus dedos

que fingem pincéis

desenhando

caretas

nas sombras

do chão

 

 alexandea de pinho

 

Apontas o dedo

arremessas a alma

o diabo foge.

de ti, tem medo

 

*****************************

 

A cadeira está vazia.

tem muita idade.

cansada

de tanto sentar.

reformou-se.

está suspensa do tecto

em teias de aranha.

está a descansar.

 

*******************************

 

Esta flor não tem

sexo,

nem dentes,

nem língua.

por isso murchou.

 

*******************************

 

Soberba a tua voz

que sussurra indececências

afasta temores e

abriga vastos calores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:14


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas