Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Cabeças, Afectos, Reinícios

por Carlos Pereira \foleirices, em 24.10.08

Alexandra de Pinho

 

Não sei se o meu olhar distraído

memorizou aquele instante.

A denúncia marcada num rosto anónimo

mas singular -

recordo eu -

Mas o resto?...

Lembrar será possuir?

 

-----------------------------------------------------------------------------------

 

Estavas na linha do vento,

por isso soube que eras tu.

 

------------------------------------------------------------------------------------

 

Na mesa, dois pratos,

dois copos,

dois garfos,

duas facas,

um candeeiro

para iluminar a conversa.

Uma garrafa de vinho

as paredes de vidro orvalhadas.

Olhámo-nos.

Sorrimos.

É quanto basta.

 

-----------------------------------------------------------------------------------------

 

Raphael o pensativo

 

A madrugada solta-se das

cores sujas e

na linha mais baixa do horizonte

pálidas cores desenham

os contornos da montanha e

libertam os mecanismos dos despertadores

que gritam

apelam

- horas de levantar -

já gemem, cansados,

apenas sussurram,

cansados,

- horas de levantar.

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Paulo Madeira

 

A cabeça.

A minha cabeça.

Ruídos incómodos e

pontiagudos.

Pequenos relâmpagos

descem pelos braços

e fogem nos dedos e

escondem-se no chão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:55



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas