Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Depois da Rússia

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.10.08

Há um tempo para as palavras.

Do inaudível ouvido

Tamborila a vida

Os seus altos direitos [...]

É tempo do mal ardente

E das súplicas em surdina.

Tempo de ser irmão sem terra.

Tempo de ser órfão do mundo.


Poema de Marina Tsvetáeva, extraído do Livro Depois da Rússia, edição Relógio D'Água, 2001

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:21


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas