Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Boikote ao assalto

por Carlos Pereira \foleirices, em 18.09.08

 De " A Barbearia do Senhor Luís" retiro este post sobre o preço dos conbustíveis:

 

 

Botão Barbearia[0.711/2008]
Boykote ao assalto Menina do gás

Manuel Pinho parece ter finalmente percebido que os preços dos combustíveis terão de ser olhados por quem tem por obrigação zelar pelos interesses dos consumidores.

Percebe-se que o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscaistenha vindo ontem dizer que o Governo não deve intervir nesta questão e sabe-se bem porquê:

 Porque a sua preocupação não é a da defesa dos consumidores e a alta dos combustíveis representa um acréscimo no IVA arrecadado;
 Porque se esquece, talvez por ninguém lho fazer lembrar, que este é um Governo do PS e não do PSD, conforme ele gostaria.

Esta, mais esta, série de declarações antagónicas feita praticamente no mesmo dia por diferentes membros do mesmo Governo sem que haja uma resposta política de alto nível que demonstre a concertação de políticas, passa para a opinião pública a imagem do Deus-dará onde Ministros e Secretários de Estado dizem tudo e o seu contrário e permite que os do costume, neste caso a GALP e compª, continuem a gozar com os consumidores e as entidades reguladoras a preocuparem-se unicamente com a defesa dos tachos bem pagos que detêm.

Manuel Pinho desta vez tem toda a razão.

Menina do gásO Governo existe para governar e governar implica tomar todas as acções necessárias para defesa dos governados. Há que entender que os consumidores estão cada vez menos burros e acomodados e não adianta virem os opinadores do costume, como um talCamilo da rádio, com a conversa de que os preços dos combustíveis têm de oscilar no consumidor conforme a variação diária do preço das matérias primas, porque isto não acontece em mais nenhum sector da economia.

Mal estaríamos se os preservativos variassem diariamente de preço consoante as oscilações que se verificam no mercado da borracha.

Não podemos andar ao sabor dos lucros aspirados pelos monopólios, mesmo que nos queiram fazer crer que é isso o tal funcionamento do mercado de que tanto gostam de falar. Se um dia a GALPvoltar a ter problemas (o que se espera que nunca aconteça) não hesitará em recorrer ao Estado para lhos resolver, tal se observa noutros casos actualmente nos EUA.

As acções que Manuel Pinho avisou só pecam por ser tardias.
LN

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas