Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

“Somos o Esquecimento que Seremos”, do escritor colombiano Hector Abad Faciolince (ed. Quetzal), é o vencedor do Prémio de Literatura Casa da América Latina/Banif, no valor de dez mil euros.

 

O júri votou por unanimidade e considerou que esta é “uma obra portadora de uma escrita pessoal que implica, ao mesmo tempo, uma dimensão humana inalienável” e que se apresenta também como “uma narrativa de aprendizagem, plena de memórias e de ressonâncias autobiográficas”.

A obra, na opinião do júri, “reconstitui a atmosfera de uma família colombiana da segunda metade do século XX, contada a partir do ponto de vista do menino, do adolescente e do jovem que o escritor adulto recupera, guiado pela ausência dolorosa do pai assassinado – personagem tutelar de toda a obra.”

Este prémio no valor de dez mil euros tem como objectivo estimular a edição em Portugal de obras literárias (ficção ou poesia) de autores oriundos dos países latino-americanos e nesta edição candidataram-se ao prémio 21 obras de autores argentinos, brasileiros, colombianos, cubanos e mexicanos publicadas por nove editoras portuguesas.

O júri desta edição foi constituído por Maria Fernanda de Abreu (da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa), Fernando Pinto do Amaral (da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), José Manuel de Vasconcelos (em representação da Associação Portuguesa de Escritores) e Mário Quartin Graça (em representação da Casa da América Latina).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:24


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas