Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




#2916 - Oráculos

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.11.18

 

Tu, que me vigilas do alto da tua sabedoria,

sentada na penumbra do oráculo,

para ninguém saber que és tu que

iluminas as minhas mãos e

enxugas a alma quando a

tristeza rola uma lágrima

que a tua alquimia transforma numa pérola

e, me dizes:

"guarda-a no lugar mais solar da memória".

São palavras desenhadas na boca dos séculos

que mostram as cicatrizes de feridas muito antigas

que só os sapientes, os peregrinos e os puros souberam curar e preservar

sob a forma de letras de todos os alfabetos  

que alquimistas como tu

transformaram a rude palavra da dor, da tristeza, do abandono

em pérolas que iluminaram e continuarão a iluminar os gestos

que simplificam e apaziguam a complexa humanidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas