Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




#1089 - Ateneu do Porto revela códices medievais

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.12.09



Até ao próximo dia 20, o Ateneu Comercial do Porto recebe uma mostra de tesouros bibliográficos medievais. Inaugura hoje às 18.30

Está patente a partir de hoje, no Salão Nobre do Ateneu Comercial do Porto, a exposição Códices Medievais e Cartografia Portuguesa, que inclui reproduções de alguns dos mais preciosos códices medievais e de exemplares únicos de cartografia.

"Estão aqui três das mais importantes obras da cartografia portuguesa: o Atlas Universal, de Diogo Homem (cujo original está na Biblioteca Nacional da Rússia), o Atlas Miller (original na Biblioteca Nacional de França) e o Atlas Vallar, cujo original também está fora de Portugal", disse Manuel Moleiro, um dos responsáveis desta mostra, que estará patente no Ateneu Comercial do Porto até ao dia 20.

A exposição, integrada na comemoração do 140.º aniversário da Biblioteca do Ateneu, inclui um exemplar da primeira edição de Os Lusíadas, que faz parte do espólio bibliográfico do Ateneu e foi recentemente restaurado pela Fundação Ricardo Espírito Santo.

A mostra integra ainda reproduções de obras como o Livro de Horas de Joana I de Castela (séc. XVI), o Tacuinum Sanitatis (um livro com conselhos para a saúde escrito em Bagdad por volta de 1036 e iluminado na Alemanha no século XV), o Livro da Felicidade, pintado em Istambul para o sultão Murad III, e ainda As Grandes Horas de Ana Bretanha, um livro de horas que é também um tratado de botânica, cujo original está na Biblioteca Nacional de França.

Todavia, o principal tesouro desta mostra é a Bíblia de S. Luís, considerada como o "monumento bibliográfico mais impressionante alguma vez criado pela humanidade". O responsável por esta edição, Manuel Moleiro, disse à agência Lusa que, apesar de não ser a versão original que se encontra na mostra, está patente "uma reprodução fidelíssima, em que foram usados todos os materiais originais, inclusivamente o ouro, em cada uma das suas 4887 iluminuras". O editor acrescentou ainda: "Com três volumes e 1230 páginas com 4887 cenas da Bíblia, esta obra, pintada em Paris entre 1226 e 1234 para o rei Luís IX de França, futuro São Luís, é uma criação irrepetível e de valor inestimável."

Como já foi referido, a mostra está patente no Ateneu a partir de hoje, estando marcada a inauguração para as 18.30, hora em que realizar-se-á uma conferência subordinada ao tema "O Atlas Vallard e a Cartografia Portuguesa de Quinhentos", pelo professor Luís Filipe Thomaz.

 

Horário da exposição:
Dia 12 das 17h00 às 23h30
Dia 13 das 15h00 às 23h30
Dias 14 a 18 das 16h00 às 22h00
Dias 19 e 20 das 15h00 às 23h30

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:26



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

BERTRAND - SUGESTÃO DE LIVROS E LEITURAS

20% a 50% IMEDIATO em todos os livros - Instagram Post 25-26/03

#LERÉPODER 2020 - Large Billboard


O Mundo na Mão - Large Billboard



Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas