Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




#2810 - LIVROS E LEITURAS

por Carlos Pereira \foleirices, em 26.03.18

iosif brodskii013.jpg

CANÇÃO

 

Queria que estivesses aqui comigo, querida,

Queria que estivesses aqui comigo.

Queria que te sentasses no sofá

e eu sentava-me ao teu lado contigo.

O lenço, o teu podia ser,

e minha era a lágrima, até ao queixo.

Mas, claro, podíamos inverter

os respectivos papéis.

 

Queria que estivesses aqui xomigo, querida,

Queria que estivesses aqui comigo.

Queria que estivéssemos no meu carro,

meter as mudanças era contigo.

Quando parássemos, daríamos

por nós algures, numa costa ignorada.

Ou então regressaríamos

à nossa antiga morada.

 

Queria que estivesses aqui comigo, querida,

Queria que estivesses aqui comigo.

Queria não saber nada de astronomia

quando as estrelas aparecem e as sigo,

quando a lua a água coa

que a dormir se mexe e suspira sem parar.

Queria ainda que a lua fosse uma moe

da para te telefonar.

 

Queria que estivesses aqui comigo, querida,

aqui neste hemisfério,

agora que estou na varanda sentado,

a beber uma cerveja.

Cai a tarde, o sol está a pôr-se;

ouvem-se rapazes aos berros e gaivotas a gritar.

Que interesse tem esquecer,

se se lhe segue morrer?

 

                      1989

 

Poema de Iosif Brodskii

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:53


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas