Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




#2792 - Os dias que restam

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.03.18

Estás

sentada na soleira da porta

a meditar em qualquer coisa que

nem sabes bem

olhando as estrelas que se

colam à retina dos teus olhos.

E uma lágrima rola

por causa de uma memória, de uma saudade.

Um silêncio violento invade o teu corpo e

continuas sentada para poderes

suportar o peso das ausências.

Não é a memória que te atrapalha

mas as dores que ela contém

e que encerraste ao longo das tua vida,

num dique de paredes robustas que

estão prestes a ceder.

E a lágrima desliza suavemente pela tua alma em

direcção do coração.

E ficas em silêncio

apaziguada contigo e

com o tempo que te resta

e esperas com espantosa tranquilidade

o fim da tua jornada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas