Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




#1045 - O Porto ganhou nova vida e é portuguesa

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.11.09

 

Foi preciso andar muito, quase dois anos e meio e muitos quilómetros pela Baixa do Porto fora, para encontrar o espaço onde agora abre portas A Vida Portuguesa. Não podia ser um edifício qualquer. Para Catarina Portas, tinha de ter história, se possível tão antiga como as dos produtos que ali se iriam vender. De Santa Catarina até aos Clérigos, a empresária andou, andou e andou. E foi na esquina da Rua Galeria de Paris com a das Carmelitas que encontrou o prédio que, a partir de amanhã, data oficial da inauguração, é a nova morada da loja A Vida Portuguesa, agora no Porto.
A fachada diz Fernandes, Matos & Companhia e de facto era aqui que funcionava uma das lojas de tecidos mais antigas do Porto. Nos tempos em que se mandava fazer os fatos por medida, a empresa ocupava o prédio inteiro, mas a queda do negócio fez com que ficasse apenas uma loja no rés-do-chão, que ainda hoje existe.

Para já, A Vida Portuguesa vai instalar-se no primeiro andar, a cereja em cima de uma enorme escadaria antiga. No futuro, subirá mais um piso, num total de 700 metros quadrados, uma área bastante superior à da loja no Chiado, em Lisboa, que começou isto tudo. E no prédio onde o comércio tradicional foi vencido, abre-se um novo espaço onde as estrelas das prateleiras vieram directamente dos anos 30, 40 e 50 do século passado.

O projecto começou a nascer há mais de cinco anos, sob o nome Uma Casa Portuguesa, quando a então jornalista Catarina Portas resolveu fazer uma investigação para um livro sobre a vida quotidiana portuguesa no século 20. Ao tentar recriar uma despensa dessa época, percebeu que alguns produtos estavam a desaparecer. Não querendo que isso acontecesse, fez-se à estrada e foi directamente às fábricas e a casa dos pequenos artesãos para os convencer a serem seus parceiros. Em 2007, abria a loja A Vida Portuguesa, no Chiado, que rapidamente se tornou uma entrada obrigatória em todos os guias nacionais e estrangeiros.

No Porto, as estrelas das prateleiras são as mesmas: os lápis Viarco, as conservas Tricana, a pasta Couto, os sabonetes da Ach Brito (empresa que é sócia minoritária deste novo espaço), o restaurador Olex, o Café Brasileira, o creme Benamor, os bordados de Viana de Castelo, os xaropes para refrescos Granadini, o limpa-metais Coração, os cadernos Emílio Braga, as andorinhas Rafael Bordalo Pinheiro e a cera Encerite, entre outros.

E tal como em Lisboa, onde A Vida Portuguesa se instalou nos antigos armazéns de perfumaria David & David e fez questão de manter os boiões de pó-de-arroz e os frascos de colónia à vista, a decoração da loja nova aproveitou elementos que já estavam no espaço. E é assim que, percorrendo os 20 metros seguidos de móveis de madeira que se elevam até ao tecto, os nossos olhos descobrem malas de caixeiros-viajantes e até um pequeno manequim.

Amanhã, enquanto decorrer a festa de inauguração da loja, passado, presente e futuro vão estar mais perto ainda. Ao lado dos cabazes antigos, um enorme ecrã vai apresentar mais uma novidade da marca: a inauguração da loja online, um projecto que, através de uma parceria com a Feitoria, vai levar a vida portuguesa ao imenso mundo da internet.

Rua Galeria de Paris, 20. Tel. 222 022 105. Segunda a sábado das 10h00 às 20h00. A festa de inauguração decorre amanhã, entre as 16h00 e as 20h00. www.avidaportuguesa.com

 

In "Jornal i"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:43


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas