Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




#847 - Pierre Reverdy

por Carlos Pereira \foleirices, em 08.07.09





TAMANHO NATURAL


Por fim vejo o dia através das pálpebras

As persianas da casa insurgem-se

E batem

Mas o dia em que o devia encontrar

Não chegou ainda


Entre o caminho que desce e as árvores ele está nu

Esses cabelos ao vento que o sol levanta

É a chama que lhe rodeia a cabeça


Ao anoitecer

No meio do voo dos morcegos

Sob o tecto musguento e a chaminé fumarenta


Lentamente

Desmaia

 

Poema de Pierre Reverdy traduzido por Eugénio de Andrade e que faz parte do Livro "Trocar de Rosa" de Eugénio de Andrade editado pela editora Limiar em Março de 1981

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:31



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas