Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




#3156 - A ESPUMA DOS DIAS

por Carlos Pereira \foleirices, em 30.01.21

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41


#3154 - ARTURO PÉREZ-REVERTE

por Carlos Pereira \foleirices, em 30.01.21

Arturo Pérez-Reverte

Arturo Pérez-Reverte nasceu em Cartagena, Espanha, em 1951. Foi repórter de guerra durante vinte e um anos. Com mais de vinte milhões de leitores em todo o mundo, muitos dos seus romances têm sido adaptados ao cinema e à televisão. Em 2017, foi premiado com o Prix Littéraire Jacques Audiberti. Atualmente, divide a sua vida entre a literatura, o mar e a navegação. É membro da Real Academia Espanhola.

INFORMAÇÃO RETIRADA DO SITE DA WOOK

 

Frases retiradas de uma entrevista feita ao escritor por Luciana Leiderfare, e publicada na Revista "E" do Jornal Expresso,

edição 2518,  de  29 de Janeiro de 2021.

 

"O ser humano é o único que mata aquele que se rende e, isso vi-o com os meus olhos, ninguém me contou."

" O homem que acredita que o mundo  é um lugar bom e que somos todos irmãos é um imbecil, não é bom, é um idiota, um ingénuo".

"Um homem bom é aquele que, vendo o mundo como um lugar hostil, não perde a lealdade e a compaixão."

"Para mim, o ser humano é a soma daquilo que viveu e do que leu."

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58


#3153 - REVISTA LER

por Carlos Pereira \foleirices, em 24.01.21

ler1072.jpg

Já se encontra disponível nas bancas e nos sítios habituais a Revista Ler, n.º 158, edição Inverno 2020/2021.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:56


#3152 - POEMA DE JOSÉ LUÍS PEIXOTO

por Carlos Pereira \foleirices, em 21.01.21

 

Olho agora para o livro que me emprestaste

e que nunca devolvi. Também ele olha para mim.

Tem as marcas da tua leitura, certos vincos

no branco das páginas, manchas subtis e difusas

como nuvens, restos das tuas mãosou do teu olhar.

Espero que não penses sobre mim o que penso

sobre as pessoas que nunca me devolveram

os livros que emprestei. O que pensarás tu

sobre mim? Nunca li o livro que me emprestaste,

preferi sempre imaginá-lo. Suponho que ainda

se sinta estrangeiro entre os meus livros,

mas agora é demasiado tarde para devolvê-lo,

há tanto tempo que não falamos, não sei

se ainda guardo o teu número de telefone.

O que pensarias se agora, a despropósito,

te quisesse devolver o livro? Havias de pensar

que queria alguma coisa. Sabes, fico com o teu

livro porque não quero nada. Provavelmente,

nunca te devolverei este livro, fará parte do

meu espólio, é a última ligação que temos.

 

POEMA DE JOSÉ LUÍS PEIXOTO RETIRADO DO LIVRO "REGRESSO A CASA", EDIÇÃO QUETZAL, AGOSTO DE 2020

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:34


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

BERTRAND - SUGESTÃO DE LIVROS E LEITURAS

20% a 50% IMEDIATO em todos os livros - Instagram Post 25-26/03

#LERÉPODER 2020 - Large Billboard


O Mundo na Mão - Large Billboard

Arquivo



Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas