Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Philippe Jaccottet

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.03.09



TRÊS MADRIGAIS


Todas as searas ardem

e a breve cotovia

é um fragmento ascendente desse fogo.

Transpõe todos os patamares do ar

só porque o chão é  demasiado quente.


Há uma belaza que os olhos e as mãos tocam

e que obriga o coração a um primeiro grau no canto,

Mas uma outra foge-lhes e é preciso ir mais alto

até não vermos mais nada,

o belo alvo e o caçador pertinaz

confundidos na jubilação da luz.




Considerarei o céu solar

na hora da incandescência extrema:

é onde temos de atravessar.


Cruzam-se barcas nesse lago de luz.


Agucem melhor o vosso olhar:

vê-las-eis transporem sem ruído essa bruma deslumbrada

e, para lá dela, ancorarem nas águas da noite

para aí deitarem eternamente as suas redes nas profundezas.


 


Abelhas, vinde bordar de brasas estes vestidos

ou estas pálpebras, ou estes lábios, ou este pescoço,


depois, menos incandescentes mas não menos douradas,

espalhai-vos por toda a sede da noite.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:56



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas