Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Maria Luisa Spaziani

por Carlos Pereira \foleirices, em 01.03.09

Votos recíprocos para 1999

 

Não me tragas flores, deixa-as em meu nome

nesse caule onde um dia morrerão.

Não visto peles há decénios
e penso naquele castor que ainda salta.


Não me tragas livros, desde há uma vida

que filtro pela memória palhetas de ouro.

Dificilmente novos livros acrescentam

sabedoria à sabedoria.


Traz-me balões coloridos,

as ilusões que mentem com graça.

Olhá-los-emos juntos enquanto sobem

até onde tudo desvanecendo sorri.

 

Poema de Maria Luisa Spaziani

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:18



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas