Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



#2559 - Andrei Tarkovsky, Cinema of the Soul

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:42

Os melhores filmes de todos os tempos, segundo nove diretores fundamentais

Os melhores filmes de todos os tempos, segundo nove diretores fundamentais

 

Nem sempre escolher que filme assistir é uma tarefa fácil. Mesmo com diversas listas de recomendações na internet, ou a possibilidade de verificar a avaliação que cada filme possui nos serviços de streaming, muitas vezes o espectador tem a sensação de ter perdido um valioso tempo de sua vida quando vê os créditos começando a subir na tela.

A situação seria diferente se fosse possível receber recomendações de diretores de cinema renomados nos momentos de dúvida. Pensando nisso, a revista “Esquire” reuniu os melhores filmes de todos os tempos, de acordo com Stanley Kubrick, Woody Allen, Francis Ford Coppola, Quentin Tarantino, Edgar Wright, Guillermo del Toro, Christopher Nolan, Martin Scorsese e Steve McQueen.

Os diretores indicaram grandes clássicos da história do cinema, alguns bastante conhecidos como “Oito e Meio” (Fellini, 1963), indicado por Guilherme del Toro, Martin Scorsese e Wood Allen; “Touro Indomável” (Scorsese, 1980), sugerido por Francis Ford Coppola; “Tubarão” (Spielberg, 1975), que está na lista de Tarantino; e “Um Corpo que Cai” (Hitchcock, 1958), um dos preferidos de Scorsese. No entanto, os cineastas também se lembraram de filmes de menor destaque — mas nem por isso menos relevantes — como “Roxie Hart” (Wellman, 1942), listado por Kubrick; “For All Mankind” (Reinert, 1989), por Christopher Nolan; e “Couch”, por Steve McQueen.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:40

 EDUARDO LOURENÇO

MIGUEL GONÇALVES MENDES

 

Baseado no ensaio de Eduardo Lourenço publicado em 1978 e com o  título "O Labirinto da Saudade - Psicanálise Mítica do Destino Português", Miguel Gonçalves Mendes finaliza o documentário com e sobre Eduardo Lourenço. Este documentário procura revelar o percurso pessoal e literário de Eduardo Lourenço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14

 

 

Escrita e realizada por André Badalo, a curta-metragem “Catarina e os Outros” foi produzida pela produtora algarvia Original Features e conta no elenco com Victoria Guerra, Rui Porto Nunes, Cândido Ferreira, Maria João Bastos, Philippe Leroux, Pedro Carvalho, Tiago Aldeia, Luís Garcia e Arminda Badalo.

Segundo a produtora, o Prémio de Excelência é atribuído a uma selecção de curtas-metragens a nível mundial (no caso de 2011 foram distinguidas sete, incluindo a de Badalo), por “mérito artístico e relevância social”.

Em 2010, o realizador algarvio André Badalo foi premiado no mesmo festival de Los Angeles com uma menção honrosa para o filme “Shoot me”, distribuído em 44 salas de cinema nacionais e também em Angola, Cabo Verde e Moçambique, juntamente com o filme “A Cidade”, do realizador americano Ben Affleck.

Os LAMA atribuem anualmente cerca de 300 prémios em 11 categorias, com o objectivo de “celebrar o cinema independente e as artes literárias”, segundo se lê no sítio oficial do festival.

 

In ""

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30


#1136 - Eric Rohmer (1920-2010)

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.01.10



Jean-Marie Maurice Scherer, aliás Eric Rohmer, faleceu, ontem, 11 de Janeiro, em Paris.


Em memória de um cineasta que me proporcionou nos anos sessenta e setenta grandes momentos de cinema.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:26


O filme "Singularidades de uma rapariga loura", do realizador português Manoel de Oliveira, foi eleito um dos melhores de 2009 pela revista de cinema francesa "Cahiers du Cinema". [In Público on-line]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:27


#1088 - Realizador brasileiro roda em Santa Maria da Feira

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.12.09

O realizador brasileiro André Francioli está a rodar, até depois de amanhã, na Mata das Guimbras, junto ao castelo de Santa Maria da Feira, a curta-metragem "Hai Kai Diamante", que conta "a história algo assombrada de um rockabilly perseguido no bosque".

 

O calendário de filmagens enquadra-se na 13.ª edição do Festival de Cinema Luso-Brasileiro, a decorrer na cidade até amanhã. Baseando-se numa "tirinha de banda desenhada que apresentava um jogo de signos gráficos muito interessantes", o filme aplica à imagem real não só os símbolos da micropoesia japonesa conhecida como "hai kai" mas também a estética própria da manga, conduzindo a "um final surpreendente com desdobramento de sentidos", explicou o cineasta.

 

André Francioli reconhece que essa diversidade de estilos não será habitual no Brasil, onde "a maior parte do cinema tem hoje pouco interesse para o público e para a crítica porque há uma estandardização da forma determinada pela linguagem das telenovelas".

"Isso leva a que filmes mais interessantes do ponto de vista da linguagem fiquem muito marginalizados e não encontrem espaço no circuito comercial", explica o realizador.

"O grosso da produção média acaba, portanto, por não aprofundar a pesquisa de novas linguagens nem atingir as massas, ficando num limbo sem qualquer interesse", considera.

O cinema português também não se consegue afirmar no Brasil, porque, como refere André Francioli, "não chega ao circuito comercial e passa apenas em festivais".

In JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15


#1026 - Cinanima com maior número de inscrições de sempre

por Carlos Pereira \foleirices, em 10.11.09

A 33.ª edição do Cinanima - Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho, que decorre entre segunda-feira e domingo, registou este ano o maior número de sempre de inscrições, tendo recebido 787 filmes provenientes de 47 países.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:08



A curta-metragem de ficção “Um Dia Frio", da realizadora portuguesa Cláudia Varejão, conquistou o Grande Prémio de Curta-Metragem no Festival Internacional de Cinema Mediterrâneo de Montpellier, em França.

 

A 31.ª edição do festival decorreu entre 23 de Outubro e 1 de Novembro em Montpellier, onde foram exibidos 239 filmes, passando pelas longas e curtas-metragens de ficção e documentários. Segundo a organização, este ano contabilizaram-se 87.200 espectadores.


Do palmarés, consta a realizadora Cláudia Varejão, premiada com o Grande Prémio de Curta-Metragem pelo filme “Um Dia Frio”, também galardoado em Outubro com o Prémio Especial do Júri no Festival Internacional de Curtas-Metragens de Tânger, em Marrocos.


A curta-metragem foi produzida pela Filmes do Tejo II em co-produção com a RTP2 e a Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa Criatividade e Criação Artística.


Com Adriano Luz, Ágata Pinho, Ana Rodrigues, Isabel Ruth, Maria D´Aires e Vicente Wallenstein, a película tem argumento de Cláudia Varejão e de Graça Castanheira, e música de Bernardo Sassetti.


No filme, sobre o quotidiano de uma família, a realizadora quis “retratar a intimidade, a partir de gestos e palavras que nos identificam”, informa uma nota sobre a curta-metragem de 27 minutos.


“Procuro um cinema onde, por momentos, se esqueça a ficção e a paisagem humana se insinue, frontal, em cada plano. Onde, quanto mais prováveis e até rotineiros os movimentos das personagens, maior a possibilidade e a probabilidade de se chegar ao âmago de nós”, explica a realizadora no texto.


Nascida no Porto, em 1980, Cláudia Varejão estudou imagem em movimento no curso de câmara, e mais tarde no curso de realização, no centro Restart, em Lisboa.

 

Frequentou o curso de direcção de cinema de ficção na Academia Internacional de Cinema em São Paulo e o curso de cinema do Programa de Criatividade da Fundação Calouste Gulbenkian, com a Deutsche Film und Fernsehakademie Berlim.


A filmografia de Cláudia Varejão inclui o documentário “Falta-me”, de 2005 e a curta-metragem “Fim-de-semana”, de 2007.


Cláudia Varejão tem trabalhado ainda em direcção de fotografia e em projectos de vídeo com artistas de diferentes áreas como Beatriz Batarda, Inês de Medeiros, Joana Vasconcelos, Madalena Victorino, Maria João Pires, Miguel Bonneville e Sandra Faleiro, entre outros.


In Jornal Público

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54


Prémio de melhor longa-metragem do ano

por Carlos Pereira \foleirices, em 26.01.09

"Slumdog Millionaire", de Danny Boyle eleito melhor filme do ano


O filme "Slumdog Millionaire", do realizador britânico Danny Boyle, conquistou sábado à noite, em Los Angeles, o Prémio de Melhor Longa-Metragem do ano atribuído pelo sindicato norte-americano de produtores de cinema.

"Slumdog Millionaire" deixou para trás outros favoritos como "Batman, o Cavaleiro das Trevas", de Christopher Nolan, "A Estranha História de Benjamin Button", de David Fincher, "Frost/Nixon", de Ron Howard, e "Milk", de Gus Van Sant, segundo a revista norte-americana Variety.

O filme de Danny Boyle confirma assim as preferências da comunidade cinematográfica norte-americana para a conquista de Melhor Filme na cerimónia dos óscares deste ano, prevista para 22 de Fevereiro, em Hollywood.

"Slumdog Millionaire" decorre em Bombaim, na Índia, e conta a história de um jovem indiano iletrado que conquista a final da versão local do concurso televisivo "Quem quer ser milionário?".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:10


"Vicky Cristina Barcelona" de Woody Allen

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.01.09
Estreia, hoje, o filme "Vicky Cristina Barcelona" de Woody Allen com Javier Bardem, Penélope Cruz, Scarlett Johansson e


 

 Sinopse:

Vicky (Rebecca Hall) e Cristina (Scarlett Johansson) são as melhores amigas do mundo mas têm atitudes completamente diferentes no que toca ao amor. Vicky é sensata e está noiva de um respeitável jovem. Cristina é sexual e emocionalmente desinibida, sempre em busca de uma paixão arrebatadora. Quando Judy (Patricia Clarkson) e Mark (Kevin Dunn), parentes distantes de Vicky, se oferecem para recebê-las num Verão em Barcelona, elas aceitam imediatamente: Vicky quer passar o último mês de solteira a pesquisar para o mestrado e Cristina procura uma mudança de cenário para fugir dos destroços da sua última separação. Uma noite numa galeria de arte, Cristina, novamente em forma, instantaneamente fixa o olhar no mais intenso e provocador homem na sala, Juan Antonio (Javier Bardem), um belo pintor. Cristina fica ainda mais intrigada quando Judy lhe segreda que Juan Antonio teve uma relação tão explosiva com a sua ex-mulher, Maria Helena (Penélope Cruz) que até se tentaram matar. Mais tarde, quando Vicky e Cristina estão a jantar, Juan Antonio aproxima-se da mesa delas com uma proposta ousada: voarem com ele numa viagem de fim-de-semana para a cidade provincial de Oviedo, onde sugere que explorem as maravilhas culturais, bebam bons vinhos, e façam amor juntos. Vicky considera a proposta ofensiva mas Cristina fica encantada com o estilo directo de Juan e com o seu carisma e convence Vicky a acompanhá-los... [ptgate.pt]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:44


Novo filme de Manoel de Oliveira estreia em Berlim

por Carlos Pereira \foleirices, em 18.01.09


O novo filme de Manoel de Oliveira, "Singularidades de uma rapariga loura", passará em estreia mundial na 59.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, em Fevereiro, anunciou a organização do certame.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


Novo filme de Almodóvar

por Carlos Pereira \foleirices, em 13.01.09

'Los abrazos rotos' com estreia a 18 de Março

Un momento del rodaje junto al Palacio Real. (Foto: Alberto DiLolli)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:37


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Posts mais comentados




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas