Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


 

 

Alice Munro, canadiana, é a 13ª mulher a vencer o Prémio Nobel da Literatura.

Os seus livros são editados em Portugal pela editora Relógio D'Água.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35


#1749 - Mo Yan, Prémio Nobel da Literatura 2012

por Carlos Pereira \foleirices, em 12.10.12

 

Mo Yan, escritor chinês, é o vencedor do Prémio Nobel da Literatura 2012. O único livro traduzido em Português, "Peitos grandes e ancas largas" é editado pela Ulisseia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:52


#1600 - Morreu a poetisa polaca Wislawa Szymborska (1923-2012)

por Carlos Pereira \foleirices, em 03.02.12

 

A poetisa polaca Wislawa Szymborska, Prémio Nobel da Literatura em 1996, morreu hoje, aos 88 anos, informou o seu secretário pessoal, citado pela agência noticiosa polaca PAP.

Michal Rusinek disse que a escritora morreu "tranquilamente durante o sono", em casa, na cidade de Cracóvia.

O Comité do Nobel considerou-a o "Mozart da poesia", a mulher que misturou a elegância da linguagem com "a fúria de Beethoven".

Além do Nobel da Literatura, em 1996, a poetisa foi galardoada com o Prémio Goethe, em 1991, e com o Herder, em 1995.

 

 

O TERRORISTA, ELE OBSERVA

A bomba explodirá no bar às treze e vinte.
Agora são apenas treze e dezesseis.
Alguns terão ainda tempo para entrar;
alguns, para sair.
O terrorista já está do outro lado da rua.
A distância o protege de qualquer perigo.
E, bom, é como assistir a um filme.
Uma mulher de casaco amarelo, ela entra.
Um homem de óculos escuros, ele sai.
Jovens de jeans, eles conversam
Treze e dezessete e quatro segundos.
Aquele mais baixo, ele se salvou, sai de lambreta.
E aquele mais alto, ele entra.
Treze e dezessete e quarenta segundos.
A moça ali, ela tem uma fita verde no cabelo.
Mas o ônibus a encobre de repente.
Treze e dezoito.
A moça sumiu.
Era tola o bastante para entrar, ou não?
Saberemos quando retirarem os corpos. Treze e dezenove.
Ninguém mais parece entrar.
Um careca obeso, no entanto, está saindo.
Procura algo nos bolsos e
às treze e dezenove e cinqüenta segundos
ele volta para pegar suas malditas luvas. São treze e vinte.
O tempo, como se arrasta
É agora.
Ainda não.
Sim, agora.
A bomba, ela explode.

Tradução: Nelson Ascher
(Versão realizada a partir da versão inglesa de Adam Czerniawski e da
norte-americana de Magnus J. Krynski e Robert A. Maguire)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12


#1451 - Prémio Nobel da Literatura 2011

por Carlos Pereira \foleirices, em 06.10.11

 

Tomas Tranströmer, poeta e escritor sueco é o novo Prémio Nobel da Literatura 2011.

 

Vencedores do Prémio Nobel da Literatura nos últimos dez anos:

 

2011 - Tomas Tranströmer (Suécia)
2010 - Mario Vargas Llosa (Peru)
2009 - Herta Müller (Alemanha)
2008 - Jean-Marie Gustave Le Clézio (França)
2007 - Doris Lessing (Inglaterra)
2006 - Orhan Pamuk (Turquia)
2005 - Harold Pinter (Inglaterra)
2004 - Elfriede Jelinek (Áustria)
2003 - John M. Coetzee (África do Sul)
2002 - Imre Kertész (Hungria)
2001 - Sir Vidiadhar Surajprasad Naipaul (Trinidad e Tobago)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:52


#1383 - Livros e leituras

por Carlos Pereira \foleirices, em 29.05.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:25


#1335 - Mario Vargas Llosa, Prémio Nobel da Literatura 2010

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.10.10

 

O escritor peruano Mario Vargas Llosa é o Prémio Nobel da Literatura de 2010, foi anunciado hoje em Estocolmo pela Academia Sueca.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58


#964 - Prémio Nobel da Literatura 2009

por Carlos Pereira \foleirices, em 09.10.09

Herta Müller
 
 

HERTA MULLER nasceu em 1953 em Nitzkydorf, Roménia.

Pertence a uma minoria de origem alemâ. Entre 1973 e 1976 faz estudos germanísticos e romanísticos na Universidade de Timisoara. Em 1987 deixa a Roménia, passando a residir em Berlim.


O homem é um grande faisão sobre a terra é o retrato de uma comunidade que vive entre o embrutecimento, a resignação e uma esperança débil


O homem é um grande faisão sobre a terra  (Der Mensch ist ein grober Fasan auf der Welt) foi publicado pela Rotbuch Verlag, Berlim, 1986 e por Edições Cotovia, Lda, Lisboa, em 1993. Tradução de Maria Antonieta C. Mendonça.

 

O título da obra reporta-se ao provérbio romeno " O homen é um grande faisão sobre a terra", o qual pretende estabelecer a associação entre o voo desajeitado do faisão e os defeitos e a acção desatrosa do homem sobre o mundo que o rodeia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21


Harold Pinter [1930-2008]

por Carlos Pereira \foleirices, em 04.01.09

Prémio Nobel da Literatura em 2005

Um dos maiores dramaturgos do século XX

Romancista

Poeta

Ensaísta

Activista de grandes causas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:25


Prémio Nobel da Literatura 2008

por Carlos Pereira \foleirices, em 09.10.08

 

 Jean-Marie Gustave Le Clézio foi a escolha da Academia Sueca para o Prémio Nobel da Literatura 2008

Le Clézio, Nobel de 2008.

Reacções na imprensa para primeiras leituras: no LiberationLe Figaro, e Le Monde.

Textos de Jean-Michel Maulpoix, site da Association des Lecteurs de Le Clézio. Texto fundamental no L'Express, e conjunto de críticas na revista Lire.

 

Lista dos premiados desde 1901

 

Parte deste post foi retirado do blog "LER"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Posts mais comentados




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas