Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Leitura de outros blogs

por Carlos Pereira \foleirices, em 11.11.08

Ultima hora

 
Depois do computador Magalhães, "o primeiro grande computador ibero-americano” (é favor não esquecer), o governo Sócrates prepara-se para lançar o carro Vasco da Gama.



 

Etiquetas: ,

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:44


Novo livro de José Saramago

por Carlos Pereira \foleirices, em 05.11.08

A viagem do elefante, o novo livro de José Saramago

Símbolo dos republicanos, o elefante está hoje na mó de baixo. Amanhã, porém, volta a animar-se, quando a capa amarela e roxa do novo romance de José Saramago (A Viagem do Elefante) começar a invadir as livrarias portuguesas. O escritor dá hoje uma entrevista ao Diário de Notícias em que explica como é que os gravíssimos problemas de saúde sofridos no último ano não o impediram de escrever «um livro feliz e irónico» (ver aqui, aqui e aqui).
Tal como eu já intuira ao ler o livro, Saramago confessa ter sublimado a experiência de estar à beira da morte numa sequência em que uma personagem se perde da caravana, fica perdida no nevoeiro e só regressa ao ouvir os bramidos do elefante, que mais ninguém ouve

 

Post retirado do blog "Bibliotecário de Babel"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:14


Regulação dos Blogs?

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.10.08

Sobre o tema, em epígrafe, e sendo uma questão abordada por alguns blogers,  a minha concordância com o post do  LNT (A barbearia do senhor Luís).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24


O AMOR

por Carlos Pereira \foleirices, em 10.10.08

CRUA E FABULOSA

 

(Mário Cesariny)

Amor é quando a gente pensa que pode engolir a vida toda. Amor é quando a gente espreita pelo buraco da fechadura para ver outra nudez. Amor é quando a gente explica às amigas que respira mais fundo.
Amor é quando a gente abraça um filho e entende que o mundo é muito mais bonito do que julgávamos. Amor é quando a gente desmancha a cama inteira de cheiro e pensa que os próximos lençóis vão também cheirar assim. Amor é quando a gente sabe que o silêncio pode ser mais gordo que as palavras.
Amor é quando a gente calça os sapatos pretos e se transforma em mulher rainha. Amor é quando a gente se despe devagar e pede ao céu uma luz que grite o desejo. Amor é quando a gente chega a casa com o fôlego preparado para entregar tudo. Amor é quando a gente ensina a nossa filha a ser mulher, sem pressa de a tornar adulta. Amor é quando a gente telefona porque sim. Amor é quando a gente pensa, todos os dias, coisas surpreendentes. Amor é quando a gente abre um livro de histórias e julga que as letras são nossas. Amor é quando a gente explica aos alunos que existe paixão.
Amor é quando a gente fica com dor nas costas porque descuidou um só dia de respiração. Amor é quando a gente mata o ego e percebemos que ele existia só para dificultar. Amor é quando a gente principia fins que julgávamos terem ido embora. Amor é quando a gente estica os braços até ao que o outro não disse. Amor é quando a gente faz tudo com a carne de quem agarra a vida, crua e fabulosa.
 
Post retirado do blog "A Dobra do Grito" e escrito pela Paula Capaz

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:48


Leitura de outros blogs

por Carlos Pereira \foleirices, em 08.10.08

Éramos felizes e não sabíamos

 

De repente o mundo mergulhou numa absoluta incerteza. As ameaças que antes nos atormentavam parecem agora meros episódios de rotina perante a enormidade da confusão que se instalou e, antes de se instalar o pânico, ainda estamos perante o estupor da perplexidade, como se um dique considerado absolutamente firme e inexpugnável tivesse subitamente começado a desabar por todos os lados, como se a sua estrutura de aço estivesse afinal corroída, assente numa matéria viscosa que escapa por entre os dedos que lhe querem restituir a firmeza perdida.

À medida a que assistimos a mais e mais notícias sobre o que nos pode acontecer, apercebemo-nos, com igual estupefacção, de como afinal éramos felizes. Ao que agora nos dizem, vivemos até agora tempos de prosperidade em que dispúnhamos da matérias primas baratas, de petróleo ao preço da chuva, de liquidez financeira, de acesso fácil ao crédito, de casas ao alcance de (quase) todos, de automóveis em permanente renovação, de viagens ao virar da esquina, enfim, podíamos confiar no futuro que só nos desafiava a ter mais e mais. A banca era o exemplo do sucesso das reestruturações, as políticas de recursos humanos eliminavam os menos produtivos em cada momento, quase não havia oportunidade para falhar, tudo girava perto da eficácia absoluta. A tecnologia garantia transparência, rapidez, informação a tudo e a todos.

As crises do passado que ainda era há uns meses, afinal eram só uma questão de velocidade, a maior ou menos capacidade de andar mais depressa, de progredir ainda mais, de ter o que ainda não tínhamos.

Ao que hoje sabemos, vivíamos tempos gloriosos de prosperidade e não nos deixaram descansar nisso, o mundo viveu numa velocidade vertiginosa e parece que se despistou.
Aturdidos pelo impulso da ganância e pelo deslumbramento do progresso meteórico e da riqueza fácil, nem reparámos no muito que já possuíamos.

Se recuperarmos os jornais da última década, a palavra crise repete-se a todo o tempo, as ameaças do terrorismo, da pirataria informática, do desemprego, da competitividade impiedosa, eram sistemáticas, não havia quase espaço para a esperança e para a confiança no futuro. De repente, sentimo-nos a perder tudo o que nem sequer chegámos a valorizar, o mundo avançou e a sua alma ficou para trás.
Éramos felizes e não sabíamos.

posted by Suzana Toscano

 

Post retirado do blog 4R-Quarta República

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:32


Leitura de outros blogs

por Carlos Pereira \foleirices, em 08.10.08

Em tempos de vacas gordas somos todos pelo mercado. Em tempos de vacas magras somos todos socialistas. O liberalismo é proporcional à camada adiposa da vaca.


publicado por Rodrigo Moita de Deus, do blog "31 da Armada"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15


Blogs - o Abrupto e os outros, e António Costa

por Carlos Pereira \foleirices, em 03.10.08

António Costa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, e um dos intervenientes no programa da SIC Notícias "A Quadratura do Círculo" emitido ontem,  disse que os blogs são uma espécie de sub-mundo (onde prolifera  todo o tipo de porcaria e infecções) produzidas por uma praga de ratazanas e escaravelhos que é preciso destruir. E, mais grave ainda, é que os seus autores muitas vezes se escondem sob a capa imunda do anonimato.

 

Por sua vez, o Pacheco Pereira, que também intervém no programa e é um bloger, quase defendeu a mesma ideia ao sugerir que 99,0% dos blogs são feitos por pessoas que sofrem de uma qualquer das disfuncionalidades descritas em qualquer compêndio de psiquiatria, vertendo, portanto,  nos seus blogs as suas raivas e frustrações e revelando graves problemas de comportamento social e saúde mental.

 

Uma excepção apenas: o seu blog, o Abrupto,  escrito com uma espécie de  tinta invisível(?) e que fala de porcos, não sei se de pocilgas, mas acho não ter percebido muito bem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:05


Desavergonhados - Lista dos credores do Estado

por Carlos Pereira \foleirices, em 01.10.08

O Hélder Franco do "GERAÇÃO RASCA" escreve no seu Blog que o Estado não tem vergonha.

E diz que a lista de credores do Estado só tem três nomes.

E deve ser verdade.  Pois vivemos num país que exerce violência psicológica sobre os cidadãos e sobre as empresas e é administrado como se fosse uma quinta governada por capatazes.

É a política da intimidação e do medo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:11


A propósito da avaliação dos professores

por Carlos Pereira \foleirices, em 30.09.08

A propósito do tema, em epígrafe,  de "A Dobra do Grito" retirei o seguinte post:

 

 

ANEDOTA

 

(Mário Cesariny)
Parece que a avaliação dos professores é anedota ainda maior do que se julgava. Professores de Filosofia avaliam pares de Geografia professores de Geografia avaliam disciplinas de que nunca ouviram falar por se tratar de matérias leccionadas à noite, cenário desconhecido para os professores do regime diurno. Tudo dentro da maior legalidade.
Se, um dia, for a uma consulta de ortopedia e o médico estiver a ser avaliado por um especialista em ginecologia, não me surpreenderá. Tudo é possível no país da ameijoa à Bolhão Pato.
A vontade de me rir ainda não parou. Preciso de químicos. JÁ.
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04


Sem Pénis, Nem Inveja

por Carlos Pereira \foleirices, em 24.09.08

 O blog "Sem Pénis nem Inveja" comemorou o seu nascimento. Já tem cinco anos, feitos no dia 23 de Setembro.

Longa Vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:13


É preciso Romance

por Carlos Pereira \foleirices, em 24.09.08


(E. Hopper)

As gentes andam desencantadas. Com o país em regressão económica e social, o lugar é curto para afectos, escondem-se, dissimulam-se, são substituídos por queixume, maleita, choradinho e desânimo.
É preciso romance, enamoramento, entrega aos prazeres que ainda nos concedem, aos que temos dever de procurar todos os dias, entre o trabalho e o sono.As gentes andam tristes, os amigos atarefados, os pais ocupados, os filhos cansados, os professores desprotegidos, os advogados pensativos e os juízes aglomeram processos em tribunais sobrecarregados de burocrata burocracia.
As gentes andam com o passo da incerteza e da desgraça, anunciada a cada dia que ligam a televisão. Fala-se de crise ao almoço e ao jantar, de falta de dinheiro, de falta de força e alegria para rir alto.
Não há romance, o corpo pede cama sem sexo e sumo de lima sem cachaça. A alma anestesia-se com as novelas da TVI e as novidades pretas que enchem espíritos menos optimistas. Não há energia para amar com a força da onda e da música. Começam, as gentes, a não entender por que razão recorrem às consultas de psiquiatria, por que motivo estão sozinhas, por que raio têm de contar o dinheiro para pagar as contas, deixar de andar de carro, adiar férias no estrangeiro, deixar de comprar um par de sapatos porque sim.Antes do perigo anunciado pela tristeza quase imposta, é urgente o romance, a nudez, o gemido, o grito, o suor, as palavras, a entrega e o contentamento.

In: PnetMulher

 

Posted by DOBRA 

 

Post retirado do Blog "A DOBRA DO GRITO"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:56


Teresa Guilherme, a Sic e um programa de televisão

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.09.08
[0.719/2008]
Verdade, verdadinhaBaratas

O barbeiro repimpado na sua poltrona de Domingo à noite observa uma reposição, diz-se no anúncio, de um programa da

SIC

com a

Teresa Guilherme

e um merceeiro nortenho.

 

A coisa roda à volta da verdade e de um polígrafo, não é pornográfico no sentido próprio da palavra e só não é imoral porque quem se decide a participar fá-lo com inteira liberdade em troca de dinheiro, o mesmo conceito de moralidade que qualquer prostituta livre tem.


O único problema, dado o que ficou escrito antes, é que estamos em canal de sinal aberto, portanto acessível a todas as idades e a crueldade da verdade e o gozo dos mirones não parece ser grande lição de vida para quem ainda está em formação.


Os psicólogos saberão explicar melhor mas, e longe de querer ser moralista, parece haver aqui algo de muito perverso. No jogo da

Verdade ou Consequência

a liberdade de mentir era um bem adquirido. Neste negócio essa liberdade não existe porque qualquer mentira serve sempre para denunciar a verdade.


Vai ser um

real-show

de sucesso, não duvido. É disto que mais se gosta.


LNT

Post retirado do Blog "A Barbearia do Senhor Luís"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44


Boikote ao assalto

por Carlos Pereira \foleirices, em 18.09.08

 De " A Barbearia do Senhor Luís" retiro este post sobre o preço dos conbustíveis:

 

 

Botão Barbearia[0.711/2008]
Boykote ao assalto Menina do gás

Manuel Pinho parece ter finalmente percebido que os preços dos combustíveis terão de ser olhados por quem tem por obrigação zelar pelos interesses dos consumidores.

Percebe-se que o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscaistenha vindo ontem dizer que o Governo não deve intervir nesta questão e sabe-se bem porquê:

 Porque a sua preocupação não é a da defesa dos consumidores e a alta dos combustíveis representa um acréscimo no IVA arrecadado;
 Porque se esquece, talvez por ninguém lho fazer lembrar, que este é um Governo do PS e não do PSD, conforme ele gostaria.

Esta, mais esta, série de declarações antagónicas feita praticamente no mesmo dia por diferentes membros do mesmo Governo sem que haja uma resposta política de alto nível que demonstre a concertação de políticas, passa para a opinião pública a imagem do Deus-dará onde Ministros e Secretários de Estado dizem tudo e o seu contrário e permite que os do costume, neste caso a GALP e compª, continuem a gozar com os consumidores e as entidades reguladoras a preocuparem-se unicamente com a defesa dos tachos bem pagos que detêm.

Manuel Pinho desta vez tem toda a razão.

Menina do gásO Governo existe para governar e governar implica tomar todas as acções necessárias para defesa dos governados. Há que entender que os consumidores estão cada vez menos burros e acomodados e não adianta virem os opinadores do costume, como um talCamilo da rádio, com a conversa de que os preços dos combustíveis têm de oscilar no consumidor conforme a variação diária do preço das matérias primas, porque isto não acontece em mais nenhum sector da economia.

Mal estaríamos se os preservativos variassem diariamente de preço consoante as oscilações que se verificam no mercado da borracha.

Não podemos andar ao sabor dos lucros aspirados pelos monopólios, mesmo que nos queiram fazer crer que é isso o tal funcionamento do mercado de que tanto gostam de falar. Se um dia a GALPvoltar a ter problemas (o que se espera que nunca aconteça) não hesitará em recorrer ao Estado para lhos resolver, tal se observa noutros casos actualmente nos EUA.

As acções que Manuel Pinho avisou só pecam por ser tardias.
LN

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15


Más notícias para os neo-liberais

por Carlos Pereira \foleirices, em 09.09.08

A Administração republicana, de Bush, nacionalizou – sim, nacionalizou – os dois grandes bancos norte-americanos especializados em crédito à habitação, antes que fossem nas águas da chuva. Uma operação que custou aos cofres do Estado – aos contribuintes, digo eu – cerca de 170 000 milhões de euros (cento e setenta mil milhões de euros). A partir daqui, a tradição deixou de ser o que era.

 

Post retirado do blog do Tomás Vasques "Hoje Há Conquilhas, Amanhã não sabemos"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45


Desconfiar

por Carlos Pereira \foleirices, em 05.09.08

Somos controlados pela Via Verde, pelo Cartão Único, pelo trajecto dos cartões de crédito, pelos cartões magnéticos dos hotéis, pelo acesso às nossas contas e impostos, pelos registos nas cartas de condução, pelas fichas clínicas (que não são sigilosas), pela ficha de cliente de uma loja – e agora também pelo chip electrónico na matrícula dos automóveis. A nossa vida está na mão de pessoas que não conhecemos mas que nos conhecem bem e que se escondem nos arquivos do Estado. Não é uma invenção da China, do Dr. Salazar ou da velha URSS – é um sistema de vigilância criado pelas ‘democracias liberais’. Há quem argumente que ‘quem não deve, não teme’, lema dos pobres de espírito para quem a vida não vale nada. Entrámos na era da desconfiança. Também nós devemos desconfiar.

Post retirado do blog "A ORIGEM DAS ESPÉCIES" 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:02


Pasmem

por Carlos Pereira \foleirices, em 05.09.08

 Post retirado do Blog "A BARBEARIA DO SENHOR LUÍS"

 


Almofada PSDO papel de um líder da oposição é falar. Se é oposição não pode governar, dificilmente poderá legislar e raramente poderá fazer qualquer outra coisa pelo seu País que não seja apresentar alternativas às políticas a que se opõe.

Em Portugal existe uma líder da oposição a quem não basta o papel de inutilidade funcional e que ainda se tornou notícia porque um dia destes vai falar na escolinha dos pretendentes a políticos do PPD/PSD.

Há três dias que a notícia é a de que Manuela Ferreira Leite vai quebrar o silêncio, o que cria uma onda de excitação sem par e abre todos os noticiários.

Há coisas fantásticas, não há? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:44


Espírito Olímpico

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08

 


 


Retirado do Blog "A Barbearia do Senhor Luís"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:26


Crianças no meio do Verão (Francisco José Viegas)

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08
 
O país anda metido com o Verão à beira dos Jogos Olímpicos e entrou em Agosto com uma comunicação que lhe fez o Presidente da República – mas, algures numa estrada algarvia (a notícia vinha no Correio da Manhã), longe das primeiras páginas, que também mencionam o ataque que o fisco vai lançar por toda a Pátria, um pai abandona os seus dois filhos gémeos de 11 anos. Repare-se: não os entrega a alguém. Não. Deixa-os numa estrada do Algarve, de noite, entregues a si mesmos e à mais severa das solidões. Casos assim multiplicam-se, parece. O gérmen da maldade manifesta-se de muitas formas, mas imagino a solidão e a dor dos dois miúdos de onze anos que o pai acaba de expulsar do carro, a meio da noite – e acho que uma onda de pânico devia tomar conta de nós e mostrar-nos como perdemos a vergonha. Morremos aos poucos.

 

Post retirado do blog "A Origem das Espécies" de Francisco José Viegas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17


O Tomás Vasques escreveu...

por Carlos Pereira \foleirices, em 15.07.08

iPhone 3G ou a cultura da aparência.

 

É curioso assistir à eufórica corrida ao «iPhone 3G». Parecem famintos à procura de arroz em tempos de escassez. Não me venham com a treta que são «ricos» os que alimentaram o espectáculo à meia-noite na Fnac do Colombo. São sobretudo aqueles que declaram num inquérito do Eurobarómetro da Comissão Europeia «dificuldades em pagar as contas ao fim do mês» que lá estiveram. Não é uma questão de ricos e pobres. É uma questão de superficialidade. Não é uma questão de bem-estar. É triunfo da cultura da aparência. Tanto aqui, como lá fora.


Texto extraído do blog "Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:06


Intimidade à força

por Carlos Pereira \foleirices, em 27.05.08
 

O aspecto desagradável do episódio do cigarro fumado pelo primeiro-ministro não tem que ver com a denúncia dos jornalistas, nem com o exagero na cobertura mediática, mas com o aproveitamento do próprio José Sócrates da atenção recebida. Ficámos então a saber que o primeiro-ministro de Portugal está a tentar deixar de fumar. Tal qual o nosso primo ou o nosso irmão mais velho. Será que também usa aquelas pastilhas ou uns pensos quaisquer que se colam não sei onde? José Sócrates é um ser humano, um ser aliás tão humano que chega a haver uma vaga hipótese de ser nosso parente. Mal chega da Venezuela avisa sorridente num encontro em Braga que já não fuma há uma série de dias. O povo português não tem de ser informado disso mas Sócrates insiste em contar. A insistência galhofeira é um claro aproveitamento da situação em que se viu apanhado e uma tentativa de tirar partido do seu erro. Afinal, não passa de uma pessoa como outras, com um problema aborrecido, que provoca ansiedade e uma imensa empatia com os amantes de cigarros. O primeiro-ministro não deu o exemplo. Isso seria demagogia. O primeiro-ministro emenda-se e cria empatia. Isso é intimidade à força.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 24-05.08.



publicado por Charlotte

 

post retirado do blog "Bomba Inteligente"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:34


Até que a vista nos doa. Horas de contemplação.

por Carlos Pereira \foleirices, em 27.05.08

O erotismo e a beleza poética das mulheres do

Miguel Marujo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:29


Na Costa Oeste nada de novo.

por Carlos Pereira \foleirices, em 27.05.08

O Tomás Vasques escreveu

 

 

Esta semana, jornais e televisões debruçaram-se sobre a pobreza em Portugal. Mas a coisa saiu frouxa. À falta de melhor, os jornais fizeram uso de dois estudos, um, elaborado pela Comissão Europeia sobre a situação social na União Europeia no ano de 2004; o outro, dirigido por Bruto da Costa, analisa a pobreza em Portugal no período compreendido entre 1995 e 2000. O tratamento não é sério. Serve apenas para marcar a agenda política do jornalismo. As televisões, por seu lado, tratam editorialmente o tema da pobreza com o mesmo «rigor» e a mesma «eloquência» com que nos dão o menu da selecção nacional de futebol. O tratamento também não é sério. Serve apenas o show off permanente das televisões, onde já é difícil distinguir informação de entretenimento. De resto, temos a selecção nacional em estágio, em Viseu, onde permanecem dezenas de jornalistas à espera que Cristiano Ronaldo vá à casa de banho e, ainda, as mornas «directas» no PSD. Talvez esta bonança seja o pronuncio de tempestades…



Por Tomás Vasques às 13:25

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:18


O Almocreve

por Carlos Pereira \foleirices, em 26.05.08

O "Almocreve das Petas" celebra o seu quinto aniversário. É motivo de regozijo para um blog que considero imprescindível e incontornável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:02


Boicote aos produtos GALP

por Carlos Pereira \foleirices, em 22.05.08

O JumentoA Barbearia do Senhor Luís e outros blogs defendem, nos seus blogs, um boicote aos produtos da GALP.

Aqui fica o desafio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28


O sentido de humor do Ruim

por Carlos Pereira \foleirices, em 20.05.08

PONTO MORTO E A DESCER

 

Se até o autocarro da seleção, que é patrocinado pela galp, só lá vai de empurrão, o que será dos nossos carros???

 

publicado por RUIM às 09:52

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:04


Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos

por Carlos Pereira \foleirices, em 18.05.08

O tomás Vasques mudou de sítio, agora está no sapo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:01


"O Povo é sereno, isto é só fumaça"

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.05.08

Do blog de Francisco José Viegas

 

Moral.

 

Quando se abordam questões relacionadas com o tabaco, entramos num domínio claramente irracional, comparável ao do futebol. Por um lado, é um método para os blogs subirem audiências; por outro, sobretudo naqueles que têm comentários abertos, é uma oportunidade de abrir debates e de receber vários insultos. Três notas apenas, independentemente do que escrevi antes:

1) O Francisco Mendes da Silva localizou a questão da moral; ou seja, mudou-a de lugar, e fez bem. Eu tinha chamado moralista à notícia do Público; o FMS acha que a questão moral se deve colocar no âmbito da moralidade política básica: para que «nos perguntemos se a lei que com tanta gravidade nos impuseram é verdadeiramente para ser aplicada ou se não passará, afinal, de uma proposta de vida do tipo religioso e, portanto, de letra-morta jurídica». Ou seja, se bem entendi: se se trata de uma lei, é uma prescrição para levar à letra e não para eleger apenas como princípio orientador, sujeito ao livre-arbítrio. Resposta: é uma lei assinada por José Sócrates.

2) O ressentimento seria natural. Se Sócrates assinou a lei, se a Direcção de Saúde evangelizou com espalhafato, e se a larga maioria da sociedade («sociedade» é um termo difuso, sim) apoiou a lei, então é preciso fazer com que Sócrates pague: a multa, em primeiro lugar; politicamente, em segundo lugar. É uma vingança que qualquer fumador exige em nome da coerência. E, no entanto, é de ressentimento que se trata. Ou de como um cigarro abalou a cena política e lançou ainda mais desconfiança sobre os políticos e os jornalistas, uma vez que se podia geralmente fumar nas três ou quatro últimas filas dos aviões das comitivas oficiais. O grau de ressentimento é maior porque a notícia, que podia ser dada há oito anos, quando creio que se deixou de fumar a bordo da TAP, só foi dada agora.

3. O pior de tudo: a declaração de José Sócrates, aceitando a punição e dando um passo em frente. Ninguém lhe tinha pedido para deixar de fumar. Mas, depois de um «mau exemplo» (do ponto de vista da moral), o «bom exemplo», porque vai «deixar de fumar». Mais uma vez, a moral. Não há paciência.


 


 

[ Publicado por FJV ]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:34


Agradecimento

por Carlos Pereira \foleirices, em 16.05.08

Agradeço ao RUIM a inclusão deste blog no seu blog.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:18


Falsos «analistas militares» a soldo do Pentágono

por Carlos Pereira \foleirices, em 15.05.08

Este post foi retirado do blog "Um Homem das Cidades"

 

 
Jon Stewart, do Daily Show, põe a nu a desinformação sobre o Iraque veiculada pelo Pentágono através dos «independentes» meios de comunicação americanos:

Jon Stewart: Olhem para estas adoráveis e bondosas ex-máquinas de matar. Os canais contrataram-nos para dar opiniões de especialistas acerca do esforço bélico do nosso país.

Especialista 1: Estamos a vencer a guerra contra o terrorismo.

Especialista 2: Esta é a força mais bem preparada que já tivemos.

Especialista 3: Esta é a melhor liderança que os militares já tiveram.

Especialista 4: Quando pergunto a amigos meus de longa data do exército, que não vão mentir-me sobre como estamos a sair-nos e se estamos a ganhar ou a perder, eles dizem que estamos a ganhar.

Jon Stewart: Pois parece que muitos destes ex-militares não eram assim tão «ex», trabalhando para empresas de armamento e do Pentágono. Enquanto os canais noticiosos lhes chamam «analistas militares», o Pentágono, em memorandos vindos a público há pouco tempo, referia-se a eles como «multiplicadores de mensagens».

 
 

Etiquetas: , , ,

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


Canções a propósito. Zeca Pagodinho, «Maneiras».

por Carlos Pereira \foleirices, em 14.05.08

Da leitura do Blog "A Origem das Espécies"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:28


Trivialidades

por Carlos Pereira \foleirices, em 14.05.08

 

O primeiro-ministro fumou um cigarro, após o jantar, a bordo de um avião fretado a caminho de Caracas. O facto foi notícia do dia. Meteu declarações comoventes de todos os partidos da oposição e chamaram-se os constitucionalistas a depor, como se estivéssemos à beira de um golpe de Estado. Feliz país que se pode dar ao luxo de se centrar em tais trivialidades.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:17


Festa é festa III

por Carlos Pereira \foleirices, em 09.05.08

 

 

 

Em tempo de festa, a propensão marginal para a liquidez é lei económica pública e incontrolável!...
E os serviços públicos correspondem!...
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:59


Leituras de outros blog's

por Carlos Pereira \foleirices, em 09.05.08
com agressividade

A queda do boavista é uma enorme perda para o futebol português em geral e para os médicos ortopedistas em particular.



 

publicado por Rodrigo Moita de Deus às 16:14
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:46


João Tunes [ÁGUA LISA]

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.05.08

A propósito de Yoani Sánchez, João Tunes escreveu no seu blog o seguinte post:

O QUE SERÁ, SERÁ

 

O mundo é largo, Yoani. Nós aqui, em Portugal, quando de uma opressão gémea da vossa, dizíamos, repetindo um poeta nosso e do mundo, “não há machado que corte a raiz ao pensamento”. Mas nem sempre a hora do fim dos machados sobre os pensamentos parecia próxima e, no entanto, ela chegou, tinha de chegar. Assim como caíram muros de vergonha, arames farpados, cortinas de ferrugem e o Gulag, chegará a hora de se desfazer em pó a ditadura que ensombra o teu país e, então, poderás circular pelo mundo. A liberdade chegará a Cuba para que os cubanos integrem a cidadania do mundo. Então terás, tu e o teu povo, o poder de pensarem, escreverem e falarem. Nós, aqueles que não conhecem melhor riqueza que a da liberdade, estaremos, em presença ou em pensamento, contigo, na festa que tem de haver ao receberes o teu merecido Prémio Ortega y Gasset de Jornalismo. Não é agora mas será.

Post "roubado" ao João Tunes no seu blog "ÁGUA LISA"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:27


O Blog de Yoani Sánchez

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.05.08

Descobri este blog e esta senhora através da leitura do blog "Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos",.

Obrigado, Vasco

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14


...

por Carlos Pereira \foleirices, em 06.05.08

2008/04/02

||| O dia das mentiras foi ontem!... Mas é verdade...

Só falta mesmo o Sócrates...


António Costa, presidente da Câmara de Lisboa e número dois do PS, será o novo comentador residente na Quadratura do Círculo, da SIC-Notícias. O facto seria quase irrelevante, não fosse a própria SIC - para desfazer eventuais equívocos - ter ontem esclarecido que a nova "contratação" se deveu a sugestões dos outros comentadores, Pacheco Pereira e Lobo Xavier.

Curiosa escolha. Pacheco e Xavier não sugeriram um comunista ou um bloquista, que poderiam criticar o Governo pela esquerda no referido programa, além de suprirem uma clamorosa falha no pluralismo opinativo desta "Quadratura". Também não sugeriram uma voz crítica do PS - António José Seguro, Ana Gomes ou Henrique Neto, por exemplo, já para não falar em Manuel Alegre. Não se lembraram de ninguém melhor do que Costa, que será naturalmente o mais institucional dos comentadores. Já consigo até imaginar Pacheco a acusá-lo, numa das próximas emissões do programa, de "fazer propaganda" socialista, como acusou antes José Magalhães e Jorge Coelho.

Acusação que não deixará de provocar sorrisos, partindo de quem foi co-responsável pela escolha...

Só apetece perguntar: quando terá José Sócrates direito ao seu próprio espaço como "comentador" num canal televisivo? Aqui deixo a sugestão, à consideração de José Pacheco Pereira e António Lobo Xavier.

 

Post publicado por Pedro Correia no seu blog "CORTA-FITAS"

Posted by carlos pereira at 16:12:17 | Permanent Link | Comments (0) |

||| Agradecimentos

Agradeço a gentileza ao "A Barbearia do Senhor Luís" a inclusão, no seu blog, de um link para o meu blog.
Posted by carlos pereira at 13:31:34 | Permanent Link | Comments (0) |

2008/02/24

||| Pinto da Costa e Jonh Le Carré

... "Gosto muito de Maria José Morgado, mas acho quando a laranja não tem sumo nenhum espremedor nos redime."

Post de Bruno Sena Martins no seu blog "avatares-de-desejo"
Posted by carlos pereira at 18:50:47 | Permanent Link | Comments (0) |

2008/02/20

As subtilezas da sabedoria popular

||| Noitadas.

Ontem à noite, antes de adormecer, comecei a imaginar como estaria, hoje, Portugal e a vida dos portugueses, se

1. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do Bloco de Esquerda, com Francisco Louçã como primeiro-ministro;

2. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do PCP, com Jerónimo de Sousa como primeiro-ministro;

3. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do CDS-PP, com Paulo Portas como primeiro-ministro;

4. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do PSD, com Luís Filipe Menezes (ou Santana Lopes) como primeiro-ministro;

O exercício permitiu-me concluir que a sabedoria popular é imensa.

Posted by carlos pereira at 13:04:04 | Permanent Link | Comments (0) |

2007/09/06

coisas quase completamente despercebidas

"Cristiano Ronaldo chamou umas putas la pa casa, convidou uns putos amigos e divertiu-se. Eu se fosse puto e cheio de dinheiro e sem nada pra fazer para além de treinar e jogar futebol, provavelmente faria o mesmo. Só que as putas são sempre putas, e não consta que tenham algum código deontológico...como acontece no jornalismo, por exemplo."

 Extraído do blog: www.food-i-do.blogspot.com

Posted by carlos pereira at 23:15:37 | Permanent Link | Comments (0) |

2006/08/15

Banca Portuguesa

Financiamentos da banca portuguesa….

Gajos porreiros


A história é contada por fonte segura. Três indivíduos, todos doutorados em Engenharia pela Universidade de Coimbra, jovens, juntam-se e desenvolvem uma ferramenta para detecção de erros em sistemas críticos de software (como o sistema operativo em naves, aviões, etc.). E decidem lançar uma empresa para trabalhar a ideia. Passo seguinte recorrem a um banco, plano de negócios na mão, para obter financiamento. Resposta: "Vocês são uns gajos tão porreiros, são bons, são doutores, por que é que não se dedicam a dar aulas?"

O fim do projecto poderia ser este.

Sucede que, por uma invulgar condição genética que infelizmente não faz parte da cadeia de ADN da grande maioria dos portugueses, os três não desistiram. Traduziram o mesmo plano de negócios para inglês e apresentaram-no a um banco americano. Que agarrou a ideia e desbloqueou as verbas.

Num país à beira da bancarrota, os bancos são instituições que se atrevem a apresentar crescimentos brutais na justa medida em que as famílias mais se endividam. Por falta de cabeça, é verdade... Instituições que, em vez de contribuírem para o crescimento económico e apoiarem ideias não apenas com base no lucro pelo lucro e na usura despudorada, mas no que representam de inovador e de refrescamento para uma economia em agonia, têm práticas abusivas de arredondamento para cima das taxas de juro, cobram comissões inexplicáveis, mercantilizam e favorecem os empréstimos para a aquisição de tralha consumista.

Em Espanha, onde a sociedade não dorme, estão a ser obrigados a devolver verbas.

Extraído do blog www.a_verdade_da_mentira.weblog.com.pt

 

Posted by carlos pereira at 00:00:15 | Permanent Link | Comments (0) |

2006/08/14

Não acredito

Não acredito 

Eu não acredito que a Scotland Yard e a CIA tenham evitado, hoje, uma tragédia, impedindo que uma operação terrorista avançasse e fizesse explodir dez aviões de passageiros.

E não acredito porque estou farto de mentiras. Toda a política dos Estados Unidos e Grã Bretanha, em relação ao Médio Oriente tem assentado em mentiras sobre as quais não se sente nenhum arrependimento, mesmo depois de toda a gente saber que são mentiras. O que se vê é que, desmantelada uma mentira, surge outra mentira, que será desmantelada uns meses depois, para voltar a surgir outra e outra e outra... Não tem fim.

É perigoso não acreditar?... É verdade, mas já me apercebi que também é perigoso acreditar.

Por isso, não acredito.

Posted by carlos pereira at 20:08:43

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:48


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas