Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




#929 - OCHOA E NÓS

por Carlos Pereira \foleirices, em 31.07.09

Saindo  de um tradicional bacoquismo, a literatura portuguesa autoriza-se pela mão de Tomás Vasques a sair das suas fronteiras imaginárias.


O romance O General de Todas as Estrelas Foi-se Embora Sem Ter Bebido Um Trago de Havana Club, de sua autoria, é um mergulho no castrismo (essa mistura sanguinária entre comunismo e nacionalismo exaltado), a partir da história de Arnaldo Ochoa.

 

 

Crónica de Carlos Amaral Dias publicada na PNETcrónicas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:34


Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas