Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




#1869 - A Terceira Miséria

por Carlos Pereira \foleirices, em 24.07.13

 

Estão as praças,

Como ágoras de outrora, estonteadas

Pela concentração dos organismos,

Pelo uso da palavra, a fervilhante

Palavra própria da democracia,

Essa que dá a volta e ilumina

O que, por um instante, a empunhou.

Oh, os amigos, os abandonados,

Esses, os destinados ao extermínio,

Esses os belos despojados, nus,

Os que, mesmo nascendo no Inverno,

Pouco sabem do frio, gente que dorme

Na sombra do meio-dia, ouvindo o canto

Das cigarras, o canto sobre o qual

Hesíodo escreveu. Gente do Sul,

Gente que um dia se desnorteou.

 

Poema de Hélia Correia in "A Terceira Miséria", edição Relógio D'Água

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:34


#1868 - Era eu um adolescente feliz e despreocupado

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.07.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:01


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas