Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Por outras palavras, de Manuel António Pina

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

O mundo real estraga tudo

A  notícia veio em vários jornais de Los Angeles e foi reproduzida, com fotos, nos espanhóis "El país" e "El mundo" (não sei se terá saído em algum jornal português; pelo menos não a encontrei nas edições "online" que frequento): o Rato Mickey, o Pato Donald, a Branca de Neve, a Gata Borralheira, a Fada Sininho, Peter Pan e outros dos meus melancólicos heróis infantis foram detidos pela Polícia à porta da Disneylândia, em Anheim, e metidos na cadeia como se fossem (eles, os bons) irmãos Metralha.

Parece que se manifestavam exigindo melhores condições de trabalho e terão desobedecido às ordens do Coronel Cintra (ou, visto que a coisa se passou na Califórnia, do Chief O'Hara) para destroçarem. Pelos vistos, as coisas correm mal até no reino da fantasia. Os sindicatos acusam a Disneylândia de querer impor salários que impedirão a maior parte dos seus 21 mil trabalhadores de pagar os seguros de saúde. Procurei o Pateta entre os manifestantes e não dei com ele. Aposto que não está sindicalizado; ou então que foi na habitual conversa do Tio Patinhas de que "não pode pagar mais" e furou a greve.

 

Crónica de Manuel António Pina publicada no  Jornal "JN"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17


Os Intransigentes

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

Intransigentes são aqueles que negam os seus demónios e os seus medos e fingem ser poderosos, superiores, altivos, arrogantes, imortais,  sem qualquer mancha ou detentores do pecado original, e que têm pavor da sua humanidade, de revelar as suas fraquezas, intranquilidades, fragilidades e abrir o sacrário da alma que mostre as rugas profundas de angústias, misérias e tristezas, comum dos pobres e simples mortais.

Por isso, são amargos e infelizes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:57


Provérbio

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

"As noites estão grávidas, ninguém sabe o dia que vai nascer amanhã"

 

Provérbio árabe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:52


Divagações

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

Intervalos de tempo são as perplexidades entre o passado e o futuro. São apenas sopros, apenas instantes microscopicamente breves.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49


Elie Wiesel

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

"O homem não se define por aquilo que nega, mas por aquilo que afirma"

 

Do livro "DIA" de Elie Wiesel, Texto Editores, 2004, Editions du Seuil, 1961

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45


Amar o silêncio (ou ter medo dele)

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

Suporto alguém ou alguma coisa quando amo verdadeiramente alguém ou alguma coisa.

Suporto o silêncio, porque amo o silêncio.

Quando as pessoas falam demais, e não dizem nada, é porque têm medo do silêncio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45


Os nomes não morrem

por Carlos Pereira \foleirices, em 19.08.08

Risco,

com vários riscos, o teu nome

e escondo-o

e afogo-o no ventre cinzento do grafite.

 

Mas ele renasce - a espuma escura e densa

do nevoeiro não o mata -

e transforma essa massa

disforme e cinzenta em

luz

cores

formas e

respiração e,

sussurra:

O nosso amor é

profundo,

antigo,

nunca o conseguirás matar.

Somos como as gaivotas - que são ondas que

escolheram o céu para voar - que somente

escondem os medos

quando há,

apenas,

tempestades no mar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:27


Festas em Agosto

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.08.08

Festas em Agosto, outrora, eram celebradas com pirolitos e camarinhas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12


Leituras

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.08.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:45


Vendedores de promessas

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.08.08

A nódoa espalha-se da alma

até à boca e

as palavras

o veneno

as transforma em

alfabeto cínico e

disléxico

gritadas com som de urros a

ouvintes desesperados

que pensam ser elas a

redenção das suas vidas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:21


Este Verão

por Carlos Pereira \foleirices, em 17.08.08

A chuve escorre entre os dedos do vento

formando límpidas lágrimas que

libertam a respiração

lenta e ofegante da

terra seca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:19


Roberta Flack - First time ever i saw your face

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:23


Jorge Luis Borges

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08

"... Acho que Emerson escreveu algures que uma biblioteca é uma espécie de caverna mágica cheia de mortos. E esses mortos podem renascer, podem voltar à vida quando abrimos as suas páginas."...

 

Jorge Luis Borges

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58


Jorge Luis Borges

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08

"... Somos mortais porque vivemos no passado e no futuro - porque recordamos um tempo em que não existíamos e antevemos um tempo em que já teremos morrido..."

 

Jorge Luis Borges

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39


Espírito Olímpico

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08

 


 


Retirado do Blog "A Barbearia do Senhor Luís"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:26


Crianças no meio do Verão (Francisco José Viegas)

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08
 
O país anda metido com o Verão à beira dos Jogos Olímpicos e entrou em Agosto com uma comunicação que lhe fez o Presidente da República – mas, algures numa estrada algarvia (a notícia vinha no Correio da Manhã), longe das primeiras páginas, que também mencionam o ataque que o fisco vai lançar por toda a Pátria, um pai abandona os seus dois filhos gémeos de 11 anos. Repare-se: não os entrega a alguém. Não. Deixa-os numa estrada do Algarve, de noite, entregues a si mesmos e à mais severa das solidões. Casos assim multiplicam-se, parece. O gérmen da maldade manifesta-se de muitas formas, mas imagino a solidão e a dor dos dois miúdos de onze anos que o pai acaba de expulsar do carro, a meio da noite – e acho que uma onda de pânico devia tomar conta de nós e mostrar-nos como perdemos a vergonha. Morremos aos poucos.

 

Post retirado do blog "A Origem das Espécies" de Francisco José Viegas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17


Banalidades

por Carlos Pereira \foleirices, em 07.08.08

Adormeço o tédio em poltronas de filigrana e cetim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:13


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Links

Outras Foleirices

Comunicação Social

Lugares de culto e cultura

Dicionários

Mapas

Editoras

FUNDAÇÕES

Revistas